Governo do Rio transfere 26 criminosos de alta periculosidade para presídios federais

Para evitar represálias de facções criminosos e milícias, as autoridades de Segurança montaram um plano de contingência

Imagem meramente ilustrativa / Foto: Reprodução

O governador Cláudio Castro (PL) acionou a Vara de Execução Penais (VEP) para a realização da transferência de 26 lideranças criminosas, que estavam em presídios estaduais do Complexo de Gericinó, para presídios federais. A autorização foi dada, nesta segunda-feira (19), pelo juiz Marcel Laguna Duque Estrada. Os criminosos, que estão isolados em Bangu I, serão transferidos por meio de uma força-tarefa montada pelo Ministério da Justiça e a pela Segurança Pública do Estado.

Cláudio Castrou destacou que a transferência dos bandidos para outros estados visa interromper uma “cadeia de comando” para a execução dos mais variados crimes, por parte dos bandidos e seus aliados.

“Esses criminosos de alta periculosidade são lideranças de facções e de milícias. Com essa transferência para presídios federais em outros estados, vamos interromper uma cadeia de comando que eles continuam exercendo mesmo estando presos”, explicou Castro.

O Governo do Estado encaminhou à VEP relatórios de inteligência, nos quais constam os históricos de crimes praticados pelos bandidos, que atuam ativamente para desestabilizar a segurança pública no Estado. Para impedir represálias por parte das facções criminosas e milícias, as autoridades estaduais montaram um plano de contingência, do qual participarão agentes da Polícia Civil, da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), da Polícia Penal e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ).

O governador Cláudio Castro e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB), participaram de uma cerimônia no Palácio Guanabara, na manhã desta segunda-feira, para a assinatura de um acordo de cooperação para a construção de dois presídios, e a custódia federal de presos indicados pelo Estado do Rio.

Lista de presos que serão transferidos:


Edmilson Gomes Menezes (‘Macaquinho’) – 23 anotações criminais por homicídios, tortura, organização paramilitar, milícia privada, lesão corporal, organização criminosa. Atuação: morros do Fubá e do Jordão, no Campinho, e comunidades da Barão, Divino e Chacrinha, em Jacarepaguá
Aleksandro Rocha da Silva (‘Sam da Caicó’) – 39 anotações criminais por associação para o tráfico, porte de arma, causar incêndio, tráfico de drogas, roubo majorado, extorsão e homicídio qualificado. Atuação: Morro da Covanca e do Jordão, na Praça Seca.
Alex Marques de Melo (‘Léo Serrote’) – 40 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, roubo majorado, homicídio, roubo, extorsão, violência doméstica contra a mulher, sequestro e cárcere privado. Atuação: Morro da Coroa, no Catumbi, e Fallet/Fogueteiro, em Santa Teresa.
Alexandre Jorge do Nascimento (‘Jason’) – 9 anotações criminais por homicídio qualificado, homicídio simples, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e estelionato. Atuação: Baixada Fluminense.
Alcimar Pereira dos Santos – 7 anotações por roubo, homicídio, furto, posse de arma de fogo e tráfico de drogas, possui histórico de comportamento indisciplinar com a prática de duas faltas disciplinares graves e leves. Atuação: Vila Vintém.
Alexandre Silva de Almeida – 10 anotações criminais por organização criminosa, roubo majorado, homicídio, quadrilha ou bando e extorsão mediante sequestro. Atuação: Campo Grande, zona oeste.
Anderson Rocha da Silva (‘Russão’) – 17 anotações criminais por associação ao tráfico, crime de dano com grave ameaça, causar incêndio, tráfico de drogas, cárcere, lesão corporal e homicídio qualificado. Atuação: Morro da Covanca.
Charles da Silva Batista (‘Charles do Lixão’) – 41 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas; homicídio qualificado; roubo; associação criminosa; receptação; opor-se à execução de ato legal; mediante violência ou ameaça a funcionário; porte uso e venda de armas de fogo e munições (Lei 10826/03). Atuação: Favela do Lixão e Vila Ideal, em Duque de Caxias 
Anderson Venâncio Nobre de Souza (‘Piu da Lapa’) – 11 anotações criminais por tráfico de drogas; associação para tráfico de drogas; uso de documento falso; falsidade ideológica; roubo; associação criminosa; receptação; porte e venda de armas de fogo e munições; homicídio; e porte de arma branca.  Atuação na região da Lapa e Frei Caneca, Centro.
André Costa Barros – (‘Boto’) – 6 anotações criminais por organização paramilitar, receptação, homicídios, posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas. Atuação: Curicica, Recreio e Campo Grande.
Geovane da Silva Mota (‘GG’) – Responde a cinco processos por organização criminosa. Atuação: Zona Oeste.
Rodrigo dos Santos (‘Latrell’) – 8 anotações criminais por homicídio qualificado, associação criminosa, receptação e extorsão e organização criminosa. Atuação: Baixada Fluminense
Carlos Vinicius Liro da Silva (‘Cabeça do Sabão’) – 31 anotações criminais por homicídio, tráfico, associação para produção e tráfico, roubo e extorsão, receptação, associação criminosa, uso de documento falso. Atuação: Favela do Sabão, em Niterói.
Eliezer Miranda Joaquim (‘Criam’) – 27 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, homicídio qualificado, roubo, associação criminosa, sequestro, ocultação de cadáver, organização paramilitar, milícia privada, porte, uso e venda de armas de fogo e munições. Atuação: São João de Meriti, Nova Iguaçu e Complexo do Roseiral, em Belford Roxo.
Marcos Antonio Pereira Firmino da Silva (‘My Thor’) – 32 anotações criminais por tráfico de drogas; associação para tráfico de drogas; homicídio qualificado; roubo majorado; oferecimento de vantagem indevida; associação criminosa; pratica de infração penal em companhia de menor de 18 anos; quebra de sigilo telefônico, de informática ou telemática; porte, uso e venda de armas de fogo e munições. Atuação:  Morro do Santo Amaro, no Catete, Morro da Mina, em Nilópolis, Favela da Galinha, em Inhaúma, e Buraco Quente, em São João de Meriti.
Emerson Brasil da Silva (‘Raro’) – 42 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, roubo, porte ou posse ilegal de arma de fogo e resistência. Atuação: Complexo da Pedreira
Luís Carlos Moraes de Souza (‘Monstrão’) – 111 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, homicídio qualificado. Atuação: Favela das Malvinas, Nova Holanda, Morro do Urubu e Macaé
Avelino Gonçalves Lima (‘Alvinho’, ‘Alvin’, ‘General’, ‘Vilão’) – 9 anotações criminais por homicídio, roubo simples e majorado e estupro.
Luiz Cláudio Serrat Correa (´Claudinho CL’) – 34 anotações criminais por tráfico de drogas; associação para tráfico de drogas; homicídio; roubo majorado; associação criminosa; furto; coação ao longo processo; fuga; ocultação de cadáver; prática de infração penal em companhia de menor de 18 anos; opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente; porte uso e venda de armas de fogo e munições. Atuação: Morro do Cajueiro, em Madureira, e influências no Complexo do Alemão.
Luiz Fernando Nascimento Ferreira (‘Nando Bacalhau) – 45 anotações criminais por tráfico de drogas; associação para tráfico de drogas; homicídio qualificado; roubo majorado; associação criminosa; atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem; constrangimento; porte uso e venda de armas de fogo e munições.  Atuação: Morro do Chapadão, em Costa Barros.
– Marcelo de Almeida Farias Sterque (‘Marcelinho Merindiba’) – 11 anotações criminais por roubo, homicídio, resistência, porte ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas.
Robson Aguiar de Oliveira (‘Binho’) – 15 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, homicídio qualificado, ocultação de cadáver, roubo majorado, associação criminosa, falsificação de dinheiro, porte, uso e venda de armas de fogo e munições. Atuação: Favela do Chapadão, em Costa Barros.
Samuel de Freitas e Silva (‘Samuca, ‘Muel’) – 11 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, homicídio qualificado, porte, uso e venda de armas de fogo e munições. Atuação: Pavão/Pavãozinho e Cantagalo.
Luiz André Ribeiro Fiuza – (‘Brahma Chopp’, ‘Titio’) – 20 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, associação criminosa e homicídio. Atuação: Campos dos Goytacazes.
Magno Santos das Dores (‘Menor P’, ‘Astronauta’, ‘Poeta’, ‘PQD’) – 50 anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, roubo, falsifidade ideológica, organização criminosa, homicídio, tortura, lavagem ou ocultação de bens e valores, corrupção ativa e corrupção de menores. Atuação: Complexo da Maré.
Francisco da Conceição Batista – (‘Nolita’) – 41 anotações criminais por homicídio qualificado, produção e tráfico de drogas, tortura, extorsão, furto e roubo. Atuação: Parque Santa Rosa, Campos dos Goytacazes.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui