Em greve, servidores do Colégio Pedro II reivindicam recomposição salarial

A paralisação faz parte dos atos conjuntos do funcionalismo público federal, que defende a recomposição de salários e orçamentos da Educação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Nesta quarta-feira (03/02), teve início a greve no Colégio Pedro II, com um ato marcado para as 14h30 no campus Centro. A paralisação faz parte dos atos conjuntos do funcionalismo público federal, que defende a recomposição de salários e orçamentos da Educação, bem como demais setores dos serviços públicos.

Manifestações de servidores públicos federais também estão convocadas em outros estados, como parte de uma greve nacional de técnico-administrativos em educação e docentes. O movimento reúne trabalhadores em 21 estados e mais de 250 unidades de ensino da Rede Federal de Educação. A greve abrange também professores e funcionários dos institutos federais, Instituto Nacional de Educação de Surdos e Instituto Benjamin Constant.

O objetivo do protesto é expor as pautas da greve e da campanha salarial unificada, destacando que as perdas salariais nos últimos anos ultrapassam 50%, de acordo com o sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II (Sindscope).

A reitoria do Colégio Pedro II esclarece que a decisão de deflagrar a greve a partir do dia 3 de abril de 2024 foi tomada pelos servidores da instituição em assembleia. Essa decisão reflete a adesão ao movimento de greve e mobilização nacionais, deliberado pelo Sinasefes (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), que reivindica, entre outras pautas, a reestruturação das carreiras e recomposição salarial.

Advertisement

“A Reitoria esclarece que quaisquer deliberações sobre greve não são fruto da decisão da gestão institucional do Colégio Pedro II. Elas expressam as deliberações de seus servidores, organizados em sindicato, conforme o direito constitucional de greve”, afirmou o Colégio Pedro II em nota.

O segundo dia de greve terá a primeira assembleia da categoria em meio à paralisação. O Sindscope está convocando uma assembleia geral, presencial, para quinta-feira (04/03), a partir das 9h, no campus Tijuca II, na Zona Norte do Rio.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Em greve, servidores do Colégio Pedro II reivindicam recomposição salarial
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui