Gripe aviária faz governador decretar estado de emergência zoossanitária no Rio

Até esta sexta-feira, foram registrados 16 casos no Estado do Rio. A medida, que foi publicada no Diário Oficial, vale por 180 dias

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa / Crédito: PxHere

O Estado do Rio de Janeiro entrou em estado de emergência zoossanitária, nesta sexta-feira (18), por conta da gripe aviária. A medida, que vale por 180 dias, foi decretada pelo Governo do Estado para evitar que a doença se espalhe pela população aviária do Rio. A informação foi publicada na edição do Diário Oficial desta sexta-feira.

O Estado do Rio registrou, até esta sexta-feira, 16 casos da gripe aviária em nove municípios. Diante dos casos, o governador Cláudio castro (PL) decidiu decretar emergência zoossanitária preventivamente.

O Ministério da Agricultura e Pecuária já havia tomada a mesma inciativa, em 22 de maio. No final de julho, decidiu orientar as unidades federativas a decretarem estado emergência zoossanitária.

Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia, Piauí e Sergipe.

Advertisement

Em maio, a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (SEAPPA) emitiu comunicado, no qual esclareceu que a gripe aviária não é transmitida pelo consumo de ovos ou carnes de aves. No ser humano, a infecção acontece por meio do contato direto com o animal contaminado.

A SEAPPA orientou que a população não entre em contato com aves caídas, mortas ou não, independentemente de serem elas domésticas, silvestres ou migratórias. Contatos com mamíferos aquáticos também devem ser evitados.

Registros de animais contaminados devem ser feitos ao Núcleo de Defesa Agropecuária ou a Vigilância Ambiental da cidade.

As informações são da rádio Tupi.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Gripe aviária faz governador decretar estado de emergência zoossanitária no Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui