Halfoun: a Maré Chocolates, de Bonsucesso, faz barras incríveis, como você nunca viu

Elas têm uma textura sedosa inacreditável e sabor instigante, produzidas por um método todo especial

Pensa numa barra de chocolate com uma textura sedosa e que rapidamente derreta sobre a língua e o céu da boca, sem que você precise mastigar. Essa é a característica fundamental dos produtos da Maré Chocolates, empresa visionária, em Bonsucesso, que hoje faz um dos melhores chocolates do Brasil. O que tem neles: cacau, manteiga de cacau e açúcar de coco. Simples assim. Ou não, como diria o nosso Caetano. 

Na verdade, o processo da produção passa por um pensamento slow food e artesanal desde a colheita dos frutos, no sul da Bahia, até a fabricação (leeenta) no subúrbio carioca. A ideia é do Roberto Maciel, um cara diferente, que deixou o mercado financeiro a fim de trabalhar com “algo que proporcionasse o bem-estar do planeta“. Sobre o planeta, o caminho é longo. Para nós, no entanto, o resultado é imediato.

Foi isso o que me levou a ver de perto como a mágica acontece. Ela começa entre as arvorezinhas do cacau que crescem na sombra, a partir de cultivo agroflorestal sustentável que preserva a biodiversidade, uma cultura secular e a renda das comunidades locais. “Cada lote de amêndoas é analisado na Bahia pelo Centro de Inovação do Cacau, que faz um laudo de qualidade, garante o selo de Indicação Geográfica e cria um QR Code que nos permite rastrear e conhecer o local de origem e todas as informações técnicas do produto“, conta Roberto.

Do Sul da Bahia, as amêndoas fermentadas e secas chegam à pequena fábrica que troca a tecnologia de ponta pela expertise da torra em baixa temperatura e dos moinhos de pedra. São neles onde é feita a moagem, em giro lento, que leva três dias. Isso com 41ºC, temperatura máxima para ingredientes da alimentação viva, a que prega o consumo de alimentos crus.

Além da moagem demorada, a torra também é feita sem pressa. O Roberto diz que a soma dos dois processos é o que garante a textura excepcional dos seus chocolates. A baixa temperatura, por exemplo, acentua os sabores naturais do cacau. Em outras palavras, mesmo que tenhamos um chocolate 100% cacau na boca, sentimos intensidade, mas não amargor.

Na linha da Maré há boas receitas para composição de sabores como chocolates das mais diversas intensidades temperados com canela, sal do Himalaia, cumaru, banana passa e até mesmo adoçado com maçã. Todos são incríveis e o seu eleito será uma decisão muito particular. O meu é o 72% com cumaru.

Outro produto incrível que há por aqui é ainda mais inusitado, raro no Brasil: a cascas de amêndoas, separadas após a torra. Elas devem ser usadas para infusões. Isto é, para fazer chá. Ele é instigante, a maior viagem. Tem aroma de chocolate e um sabor adocicado que enche a boca. Tudo isso com indicações nutritivas, cujos estudos garantem que, depois da infusão, a quantidade de antioxidantes como polifenóis e flavonóides aumenta quatro vezes. Em outras palavras, a receita para uma vida longa. Vai na minha que você vai na boa.

Serviço
Maré Chocolates
Os produtos da Maré estão espalhados nas melhores casas do ramo, pelo Rio. E podem ser comprados também direto pela internet. www.marechocolate.com.br

Robert Halfoun é jornalista, publicitário e amante da boa mesa. Depois de anos na Editora Abril, relançou com grande sucesso a Revista Domingo, no Jornal do Brasil, onde também atuou como Diretor Executivo. Então, dirigiu a Revista Gula, na época de sua maior circulação, até que, há oito anos, lançou a plataforma Sabor.club, com revista, site e o clube de assinaturas Sabor Clube. É também autor do livro Histórias da Gastronomia Brasileira, lançado em parceria com Ricardo “alô alô” Amaral.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui