História do Parque da Pedra Branca, a maior floresta urbana do Brasil

A unidade de conservação estadual tem quilombos urbanos e o ponto mais alto da cidade do Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O Rio de Janeiro é uma cidade privilegiada por sua natureza exuberante. São praias, lagoas, florestas. Uma dessas regiões de densa vegetação é o Parque Estadual da Pedra Branca.

Instituído em 1974 pela Lei Estadual N° 2.377, o Parque da Pedra Branca fica na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A maior floresta urbana do país tem também o ponto mais alto da cidade do Rio. São aproximadamente 12.400 hectares de extensão.

Advertisement

Leia também

Dengue: Ministério da Saúde envia 1º lote de vacinas enquanto RJ intensifica medidas de combate

Dengue: Ministério da Saúde envia 1º lote de vacinas enquanto RJ intensifica medidas de combate

800px Parque Estadual da Pedra Branca Pau da Fome 03 História do Parque da Pedra Branca, a maior floresta urbana do Brasil

Foto: Halley Pacheco de Oliveira

Quando os limites de demarcação do Parque foram definidos, áreas de comunidades agrícolas já existiam na região. Algumas estavam lá há séculos, como os antigos quilombos. Dentre essas estão os quilombos urbanos: Camorim, Cafundá-Astrogilda e Dona Bilina.

O Pico da Pedra Branca, com 1 025 metros de altitude, é considerado o ponto mais alto da cidade do Rio de Janeiro. Ele pode ser visto de alguns locais dos bairros de Bangu, Campo Grande e de Jacarepaguá.

A cobertura vegetal é típica da Mata Atlântica (cedros, jacarandás, jequitibás e ipês). A fauna é composta por onça parda, jaguatiricas, preguiças-de-coleira, tamanduás-mirins, pacas, tatus, teiús, cuandus, tucanos, jacus e cutias.

800px Parque Estadual da Pedra Branca Pau da Fome 07 História do Parque da Pedra Branca, a maior floresta urbana do Brasil

Foto: Halley Pacheco de Oliveira 

Existem também construções de interesse cultural, como um antigos aquedutos, represas, ruínas de sedes de antigas fazendas e pórtico. Nas cercanias do Núcleo Pau da Fome encontra-se o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, na Colônia Juliano Moreira e no Núcleo Piraquara no bairro do Realengo encontra-se a casa da antiga sede da Fazenda Piraquara datada do Século XVIII e o Aqueduto Veiga Brito da década de 1960, que ainda abastece grande parte da Cidade do Rio.

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp História do Parque da Pedra Branca, a maior floresta urbana do Brasil

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui