Pedregulho, Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Moraes

Uma das construções históricas da cidade do Rio de Janeiro, o Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Moraes, conhecido como Pedregulho, localizado em São Cristóvão, é um símbolo de arquitetura e superação.

Affonso Eduardo Reidy,

O Conjunto Residencial foi projetado pelo arquiteto Affonso Eduardo Reidy, em 1947. A ideia era abrigar funcionários públicos do então Distrito Federal. O Pedregulho compõe a fase social da arquitetura de Reidy, ao lado da Unidade Residencial da Gávea (1952) e do Teatro Armando Gonzaga (1950), em Marechal Hermes.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis apoia construções e iniciativas que visam o crescimento da Cidade Maravilhosa sem que as características mais simbólicas do Rio se percam.

Um dos maiores nomes da arquitetura moderna brasileira, Reidy tem grande atuação como urbanista, participando de diversos projetos para a cidade do Rio de Janeiro, desde 1929, quando trabalha com Alfred Agache na elaboração do plano diretor da então capital federal. A partir de 1932, responsável pelos serviços de arquitetura e urbanismo da Prefeitura do Rio de Janeiro, envolve-se com uma série de soluções para a área central da cidade, das quais uma das mais famosas é a urbanização do Aterro do Flamengo. O Pedregulho, elogiado por Max Bill, em 1953, e por Le Corbusier, em sua passagem pelo Brasil em 1962, marca um momento de reconhecimento internacional das obras arquitetônicas e urbanísticas de Reidy” frisa o pesquisador Leandro Sá.

Pedregulho, Conjunto Residencial Prefeito Mendes de Moraes 2

Esse trabalho de Affonso Eduardo Reidy realmente impressiona. O prédio tem 260 metros de comprimento e 272 apartamentos distribuídos em um traçado serpenteado, além disso, está localizado no alto de uma encosta.

O Pedregulho decadente

O tempo não foi muito bom para o Pedregulho. Após virar uma espécie de sensação e colher os louros disso nos anos que seguiram sua criação, nas décadas seguintes, o conjunto residencial ficou abandonado e foi se deteriorando.

Pedregulho

Por um tempo, muitos dos apartamentos do Pedregulho estavam em péssimo estado de conservação. Até mesmo os jardins projetados por Roberto Burle Marx haviam perdido o encanto e virado lixeiras a céu aberto e pontos de usuários de drogas.

Pedregulho revitalizado

Contudo, recentemente o prédio passou por uma reforma e os tempos de glória aos poucos estão voltando. Cerca de 15 mil visitantes de todas as partes do mundo vão ao local diariamente, em sua maioria estudantes ou profissionais de arquitetura e engenharia, para apreciar a construção.

Hamilton Marinho

Esses visitantes são recebidos Hamilton Marinho, 57 anos, uma espécie de síndico dos 1.700 moradores do Pedregulho. Morador do prédio há 52 anos, o senhor é só orgulho do local onde vive.

Moramos em um patrimônio, um prédio tombado [pelo município do Rio]. Já veio gente de Nova York, Berlim, Vancouver e Hannover para conhecer. Às vezes chegam grupos com 70 pessoas de uma vez. Os de fora vêm com intérpretes e eu vou mostrando. Eles ficam encantados com a arquitetura. Uma vez veio um arquiteto japonês sozinho, que não falava nenhuma outra língua. A gente acabou tendo que se comunicar com gestos e com sorriso” contou Hamilton ao Uol.

Planta do Pedregulho

A história do Pedregulho já rendeu até um livro. Escrito pelo arquiteto Alfredo Britto, responsável pelo projeto de restauração o conjunto residencial, a obra reúne imagens históricas da construção, além de plantas originais de áreas nunca edificadas, como o Bloco C, onde haveria uma escola de educação infantil e um clube.

1322837381_nabil_bonduki_2_c__pia

Desde que começamos o projeto de restauração, pensou-se em fazer uma documentação tanto gráfica como em vídeo do Pedregulho. Tínhamos a consciência da importância dele. Infelizmente, documentos originais preciosos se perderam, mas conseguimos recuperar uma parte em vários acervos. A memória do Brasil sempre foi muito descuidada” disse Britto em entrevista ao O Globo.

Pedregulho 1

O Pedregulho é uma mostra que toda a Cidade do Rio de Janeiro é, de alguma forma, maravilhosa. Seja pela beleza natural ou arquitetônica. Bom para quem vive aqui.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui