Cine Odeon

Completando 90 anos de idade, o Odeon, um dos últimos cinemas de rua da cidade do Rio de Janeiro, respira novos ares, mas sem nunca anular o passado de glórias.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis sempre contribuiu para melhorias em nossa cidade, conservando o que temos de melhor

O Cine Odeon existe desde o início do século XX. De 1909 até 1918, com pausas entre 1914 e 1916, um dos maiores músicos brasileiros de todos os tempos já confirmava a vocação desse Cinema para a grandeza. O célebre pianista Ernesto Nazareth, no período citado, tocava na sala de espera do Odeon.

Ernesto Nazareth, inclusive, compôs, em 1910, uma música chamada “Odeon”, em referência ao cinema. A música, um choro, de Nazareth foi letrada por Vinicius de Moraes nos anos 1960 e virou sucesso em todo o Brasil.

Fachada Cine Odeon

Entretanto, o atual prédio do famoso cinema só foi inaugurado em 1926, por isso o aniversário de 90 anos em 2016. Nessa época, a Cinelândia tinha muitos cinemas de rua. O Odeon foi o único que restou.

Cinelandia

Tivemos, no início do século XX, a partir do processo de modernização do Rio de Janeiro, possibilidades de modernização e embelezamento da cidade. Nesse contexto estavam a Praça Floriano [Cinelândia] e o cine Odeon”, pontuou o historiador Sérgio de Oliveira.

Odeon

No final dos anos 1990, em 1999, o Cine Odeon (que passou um período sem funcionar) foi reaberto pelo Grupo Estação, com o patrocínio da Petrobras.

Em junho de 2014 o cinema foi fechado outra vez. Motivo: as dívidas (cerca de 30 milhões de reais) e a falta de manutenção no edifício. Contudo, menos de um ano depois, em maio de 2015, foi reaberto.

Cultural Luiz Severiano Ribeiro

Abrimos em um formato novo, de centro cultural, Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro. Continuamos exibindo filmes, mas também temos mostras, exposições, eventos musicais, cursos, espetáculos, palestras, enfim, muitas e variadas atrações”, destacou Daniela Pfeiffer, diretora executiva do Cine Odeon, durante a reinauguração do espaço.

O Odeon conta com uma sala de cinema com 600 lugares, além de um restaurante e uma área de livre espaço para diversos eventos. A bela arquitetura do prédio, sempre preservada, chama muito a atenção. Essa estrutura recebe alguns dos maiores eventos do cinema brasileiro e internacional.

O Odeon é o Maracanã do cinema brasileiro”, afirmou Cacau Amaral, cineasta brasileiro. Cacau tem razão. O Odeon tem uma história que merece sempre ser assistida.

1 COMENTÁRIO

  1. Felipe, em minha dissertação de mestrado aparece um cine Odeon na cidade de Codó Maranhão, nos anos de 1916. Será que é o mesmo Odeon Cinema? Fiquei muito curiosa. Ele pode ter sido o primeiro cinema de minha cidade que hj já não dispõe de nenhum.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui