Hola Rio: A paixão dos fãs cariocas pelo grupo RBD 15 anos depois

Desde setembro, fãs cariocas acampam em frente ao Engenhão à espera do show do grupo mexicano RBD, que iniciará sua turnê pelo Brasil nesta quinta-feira (09/11), no Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Maite Perroni via instagram

Após uma espera de 15 longos anos, os fãs cariocas do RBD finalmente terão a oportunidade de reviver, hoje, nesta quinta-feira (09/11), a magia de um espetáculo que ficará gravado na memória. Um sucesso mundial entre 2004 e 2009, engana-se quem pensa que o amor carioca pelo grupo mexicano ficou esquecido. Os apaixonados enfrentam sites congestionados, filas enormes e lágrimas, desde o anúncio no início do ano, para realizar o sonho de infância.

A banda, originalmente formada por Maite Perroni, Anahi, Dulce Maria, Christian Chávez, Christopher Uckermann e Alfonso Herrera, anunciou o retorno aos palcos em janeiro deste ano, em diversas ações espalhadas ao redor do mundo. No Rio, o evento que aconteceu na Praia de Copacabana lotou as ruas da Zona Sul da cidade com uma legião de fãs que não os abandonaram, mesmo com o fim do grupo em 2009 e com o passar do tempo. Na tour, somente Alfonso não participa.

Se nos anos 2000 os adolescentes cariocas já eram capazes de fazer qualquer coisa para ficar próximos de seus ídolos quando chegavam à cidade, hoje, já jovens adultos, os fãs seguem nutrindo o amor pela banda, sendo capazes até de dormir três meses antes na porta do Estádio Nilton Santos à espera do show.

“Eu comecei a acampar no dia 6 de setembro e estou aqui até hoje. Foram muitas aventuras, perrengues, chuvas, perigos. Enfim, foram tantas coisas, mas estou aqui pelo RBD.” comentou o fã de 33 anos, Henrique Martins.

unnamed Hola Rio: A paixão dos fãs cariocas pelo grupo RBD 15 anos depois

Há quem duvide ou discorde desse amor exacerbado, mas a empolgação dos fãs neste momento é capaz de trazer sentimentos como pertencimento, identidade e nostalgia. O que é igualmente comparado ao amor de um torcedor pelo seu time de futebol, cientificamente comprovado.

Eu lembro que quando eu era pequena não consegui ir ao show live in Rio, e por ter pais religiosos não pude ver sequer a apresentação pela televisão. Nesse dia, eu fiquei na varanda ouvindo o show pela TV do vizinho. Hoje estou aqui, com 27 anos, realizando um dos maiores sonhos da minha vida e aprendendo com o RBD mais uma lição. É muito mais do que ir em quatro shows da minha banda favorita. É provar para mim mesma que sou capaz de realizar qualquer coisa, por mais difícil que pareça no momento. Então é isso que o RBD é para mim, não desistir nunca, realizar sonhos, acreditar em mim mesma e dizer para aquela Julinha que nós vencemos, porque foi graças ao RBD que fiz amizades, escolhi minha profissão e hoje consigo lutar por ideais como ‘não importa sexo, língua, religião, todos somos iguais’ foi o que a Maite disse no live in Rio e é nisso que acredito, graças a eles.” revelou a fã de 27 anos, Julia Nogueira.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Hola Rio: A paixão dos fãs cariocas pelo grupo RBD 15 anos depois
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Hola Rio: A paixão dos fãs cariocas pelo grupo RBD 15 anos depois
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui