iFood inaugura centro de apoio na Penha para entregadores vítimas de violência

Espaço vai acolher e prestar suporte psicológico e jurídico aos trabalhadores da plataforma que são alvos de driscriminação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Ifood: divulgacao

O Ifood inaugurou na tarde desta quarta-feira (17/01), a sua primeira Central de Apoio Jurídico e Psicológico no Rio de Janeiro. A unidade, localizada na Penha, na Zona Norte da cidade, irá fornecer assistência para profissionais vítimas de qualquer tipo de discriminação, agressão física, ameaça, assédio, abuso e/ou violência sexual.

A sede funcionará no edifício sede das Black Sisters in Law (BSL) — coletivo de advogadas negras que presta esse acolhimento presencial para os trabalhadores. A ideia inicial, é de que a ação tenha duração de seis meses para compreender a efetividade da medida. Contudo, o atendimento online a entregadores é oferecido desde junho de 2023.

A plataforma também vem realizando, desde julho do ano passado, uma série de iniciativas em parceria com o Secovi Rio (Sindicato da Habitação do Rio de Janeiro) para promover ações de conscientização nos condomínios.

A capital fluminense foi escolhida como projeto piloto por registrar o maior número de atritos- somente entre agosto e outubro foram registrados mais de 80 casos de agressão — grande parte, gerados pela suposta obrigatoriedade do entregador ir até a porta da moradia do cliente e não até o ponto de contato mais próximo, como a portaria principal do condomínio, conforme a recomendação dada aos entregadores e clientes.

Advertisement

Liderados pela Barra da Tijuca, na Zona Oeste, o Rio concentra o maior tempo médio para que uma entrega seja finalizada: cerca de 5 minutos. É o dobro da média nacional. Também na Barra, se observa o maior número de pedidos com tempo de espera superior a 10 minutos, quase três vezes mais se comparado com outras cidades.

Na mesma sede onde será inaugurado a primeira Central de Apoio Jurídico e Psicológico, também haverá o ‘Espaço da Mulher Entregadora’, ambiente exclusivo para entregadoras mulheres. No espaço, pensado para que as profissionais descansem entre uma entrega e outra, haverá acesso à cozinha (água/café), banheiro, itens de higiene pessoal feminina, tomadas para recarregar o celular e lugares de repouso. Além disso, serão realizadas mensalmente rodas de conversas sobre o universo feminino.

Moradora de São Conrado ameaçou entregador com cutelo

No último dia 12, uma mulher ameaçou um entregador de aplicativo com um cutelo em São Conrado, na Zona Sul do Rio, na sexta-feira (12/01), será chamada para prestar depoimento nos próximos dias. A polícia também vai ouvir o porteiro do prédio onde o caso ocorreu. O episódio começou após a cliente se revoltar com o rapaz por ele não ter subido até seu apartamento para fazer a entrega.

Em nota, a Polícia Civil informou que os envolvidos foram intimados a depor e outras diligências estão em andamento para esclarecer todos os fatos. O caso foi registrado por meio da delegacia online e a investigação está a cargo da 15ª DP (Gávea).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp iFood inaugura centro de apoio na Penha para entregadores vítimas de violência
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui