II Fórum de Soluções ComexLog Rj 2023 debateu futuro do Comércio Exterior e Logística na Zona Portuária do Rio

O encontro recebeu autoridades que se integraram para traçarem juntas soluções para a logística de comércio exterior da capital fluminense

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Nos dias 06 e 07 de novembro, o II Fórum de Soluções ComexLog Rj 2023 reuniu os principais setores de Comércio Exterior do Rio de Janeiro, responsáveis por movimentar a economia e que impactam o saldo comercial do estado. Este fórum, que se tornou um marco no cenário do comércio exterior e logística, concentrou discussões fundamentais sobre o futuro do Porto do Rio de Janeiro e seu impacto nas operações de comércio internacional.

Estiveram presentes autoridades como: Leonardo Lobo, Secretário de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro; Delmo Pinho, Assessor da Presidência da Fecomércio; Tetsu Koike, Assessor do Gabinete da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários; André de Seixas, Presidente da Logística Brasil; Eduardo Miguez, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da PortosRio; Julio Lopes, Deputado Federal do Rio de Janeiro; Hugo Leal, Secretário de Energia e Economia do Mar do Estado do Rio de Janeiro; Patrick Fehring, Diretor Aero Business Rio Galeão; Filipe Coelho, Diretor de Portos do Sindicarga e Fetranscarga; Fábio Picanço, Diretor-Presidente da Codin; Rita Fernandes, Diretora do Sindaerj; Denise Lima, Diretora Comercial do Píer Mauá; Fabiana Martins, sócia da SMA (Siano e Martins Advogados Associados), e uma das maiores especialistas em direito marítimo do Brasil e muitos outros.

A segunda edição do Fórum ComexLog Rj 2023 foi organizada pelo Clube Empreendedor Brasil em parceria com Sindaerj (Sindicato dos Despachantes Aduaneiros RJ), Sindoperj (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Rio de Janeiro) e o Distrito Empresarial do Porto do Rio de Janeiro, com o objetivo de aproximar autoridades do segmento de logística e comércio exterior, integrando entidades e traçando possibilidades da dinâmica comercial internacional.

As mesas de debate e painéis concentraram debates entre os líderes governamentais e empresariais privados e públicos que compartilharam experiências e perspectivas, proporcionando insights sobre como enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades na Zona Portuária do Rio de Janeiro.

Advertisement

De acordo com informações sobre o índice da balança do comércio exterior brasileiro, o país alcançou US$ 37.619,6 bilhões em exportações, de janeiro a outubro de 2023. Tendo como destaque de produtos exportados, óleos brutos de petróleo e minera. O índice de Importações somou em US$ 21.638,2 em movimentação.

Se tratando do Rio de Janeiro, de acordo com os dados divulgados pela ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), as movimentações portuárias de Janeiro a Setembro deste ano se concentraram em 966.347.361 toneladas comparado ao ano de 2022, o índice sofreu um decréscimo de 20,61%, e que se destaca pela importação de motores e máquinas não elétricas.

Durante o II Fórum de Soluções Comex Log RJ 2023, as principais Autoridades Políticas do Porto Logístico discutiram questões do Comércio Exterior que se concentraram nas soluções da comunicação entre entidades e instituições ligadas ao Comércio Exterior do país, evidenciando o debate sobre a forma como as mudanças no cenário econômico e políticas que impactam diretamente nas operações. As autoridades destacaram a importância da cooperação entre governo, setor privado e sociedade civil para alcançar soluções eficazes. A colaboração foi considerada essencial para criar um ambiente favorável aos negócios e à expansão do comércio exterior, impulsionando, assim, o desenvolvimento econômico.

Para Fabiana Martins, uma das maiores especialistas em direito marítimo do Brasil, o Rio de Janeiro precisa se consolidar como o Hub marítimo da América Latina. “Uma das emergências do Rio é que ainda falta explorar sua vocação para sediar grandes Conferências e assumindo sua aptidão histórica para desenvolver não só a indústria naval como os diversos outros segmentos da Economia do Mar. Não bastasse, a transição enérgica e a necessidade de reciclagem, retrofit e construção, de novas embarcações da frota mundial, irão gerar oportunidades ímpares para nosso Estado que não podem ser perdidas”, ressaltou.

Outro ponto destacado durante os painéis foi a falha na comunicação que impede que as autoridades atuem em colaboração para garantir o crescimento contínuo, fortalecendo parcerias e promovendo eficiência nas operações logísticas do estado e principalmente da região portuária do Rio de Janeiro.

 “O segmento e seus atores precisam divulgar e comunicar ainda mais, e de diversas formas a importância que o comércio exterior e a logística tem para a economia do Rio. O setor tem a capacidade de impulsionar pequenos e médios empreendedores através da exportação e alavancar a economia do Rio”, ressaltou Rafael Ponzi, Presidente do Clube Empreendedor Brasil.

O Secretário de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro, Leonardo Lobo, que fez parte do painel de discussão sobre os Benefícios Fiscais e a competitividade na logística do Comércio Exterior, a comunicação entre os órgãos públicos e privados é o que proporciona as mudanças concretas no Estado.

A interação proporcionada por eventos como o Comex Log sintetiza um dos pilares do Governo do Estado: o diálogo. Sob a orientação do governador Cláudio Castro, priorizamos manter um canal aberto com o setor produtivo. E a Logística é um dos mais importantes do estado, ao lado de Siderurgia e Petróleo e Gás. Um exemplo dessa relevância é o trabalho que fizemos para melhorar o RioLog, incentivo fiscal para o setor de Logística. O resultado foi um aumento da arrecadação do setor, que foi de R$ 1,1 bilhão em 2021 para R$ 1,8 bilhão este ano. Nessa linha, temos tido a preocupação de dar celeridade à concessão de benefícios fiscais, sem deixar de lado a segurança jurídica”, sintetizou.

O Fórum concentrou as discussões em encontrar possíveis soluções a curto e médio prazo para a logística do estado, priorizando a Zona Portuária da capital fluminense, identificando os desafios e pensando de forma coletiva em ações conjuntas que beneficiam não apenas as empresas envolvidas, mas também a economia como um todo.

Entre as principais questões envolvidas nos painéis estavam: A Modernização da Infraestrutura Portuária: A expansão e atualização da infraestrutura; Simplificação de Procedimentos Aduaneiros, para a redução da burocracia e a implementação de processos mais eficientes; Políticas Comerciais Estratégicas, com o desenvolvimento de políticas que promovam o comércio exterior e o crescimento econômico; Comunicação integrada entre as Autoridades e Entidades Políticas voltadas ao Comércio Exterior, Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental, com a implementação de práticas sustentáveis para reduzir o impacto ambiental das operações portuárias; Captação de recursos; Criação de fóruns que reúnam os principais stakeholders públicos e privados do setor do Estado do Rio de Janeiro.

O evento II Fórum ComexLog RJ 2023 se destaca no mercado pelo fortalecimento das bases do comércio exterior e da logística na região, incentivando parcerias estratégicas e colaborações para impulsionar o crescimento do setor. Além de aproximar o público jovem para às questões emergenciais que abrangem a logística do comércio exterior do estado.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp II Fórum de Soluções ComexLog Rj 2023 debateu futuro do Comércio Exterior e Logística na Zona Portuária do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui