Imagem de Iemanjá é vandalizada na Praia da Vila, em Saquarema

Câmeras de monitoramento da Prefeitura flagraram o ato e identificaram a pessoa responsável. Polícia Civil informou que o caso deixou de ser tratado como intolerância religiosa pois a mulher que quebrou a imagem sofre de problemas psiquiátricos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma imagem de Iemanjá, orixá das religiões Candomblé e Umbanda, foi encontrada quebrada na Praia da Vila, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, na última segunda-feira, (06/02). De acordo com o registro na delegacia, o ato de vandalismo aconteceu após os festejos em homenagem à Rainha do Mar, no domingo, (05/02). O Dia de Iemanjá é celebrado no dia 2 de fevereiro.

O caso, inicialmente, foi registrado na delegacia da cidade como “ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo” e “danos”, tendo como motivação intolerância religiosa.

Na tarde de segunda, a Prefeitura de Saquarema emitiu uma nota informando que as câmeras do Centro de Monitoramento da cidade flagraram o ocorrido e identificaram a pessoa responsável pelos atos de vandalismos. Agentes da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar conseguiram encontrar a jovem e a encaminharam à delegacia para prestar esclarecimentos.

Mas, também na segunda-feira, a Polícia Civil informou que a mulher identificada como autora do vandalismo sofre de problemas psiquiátricos. A família apresentou um laudo médico à polícia e o caso deixou de ser tratado como intolerância. Agora, o inquérito será encaminhado à Justiça.

Advertisement

Leia também

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

Nota da Prefeitura na íntegra:

Nesta segunda-feira, tivemos a triste notícia de que a imagem de Iemanjá, que estava colocada na Orla da Praia da Vila, no Centro, foi danificada por ato de vandalismo. Inicialmente, queremos informar que todo e qualquer ato deste tipo deve ser combatido e investigado.

Praticar, induzir, ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional é crime. Por isso, as autoridades policiais competentes estão atuando no caso para solucionar de forma mais rápida e eficaz.

As câmeras do Centro de Monitoramento da Prefeitura de Saquarema flagraram o ocorrido, identificando a pessoa responsável pelos atos de vandalismo e acompanhando o trajeto percorrido por ela. Agentes da Guarda Civil Municipal e da 4ª Cia da Polícia Militar estão conduzindo a jovem à delegacia da cidade para devidos esclarecimentos.

A Prefeitura de Saquarema não compactua com atos de vandalismo ou intolerância religiosa. Além disso, reforça a importância do respeito à diversidade religiosa, sexual, racial ou qualquer outro tipo”.

Informações do portal Band News.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Imagem de Iemanjá é vandalizada na Praia da Vila, em Saquarema

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. A pessoa sofrer de transtorno psiquiatrico por si só não tem o condão de tornar um indivíduo imune.

    Existe a necessidade de se verificar se o tipo de transtorno era ao tempo da ação o indivíduo incapaz de compreender que sua conduta era ilícita.

    E mais. Não tem pena privativa de liberdade mas o indivíduo com transtorno pode receber medida de segurança.

  2. Alguém dúvida que provável tenha sido um evanjegue???
    É o seguimento cristão com mais fundamentalista e tem em específico contra imagens de outras religiões.
    Todos sabem. Mas na imprensa evita-se apontar o dedo.

    • Claro. Fundamentalistas também tem muito no islamismo, no judaísmo. menos presentes na nossa realidade. Aqui vemos mais numerosos no seguimento em parte protestante e também católico, porém aqueles que militam contra adoração de imagens nas outras…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui