Polícia desmantela laboratório clandestino de fabricação de drogas, na Barra da Tijuca

O imóvel usado para a atividade criminosa tem 12 cômodos ,que eram usados como estufas para a fabricação dos entorpecentes

As drogas eram enviadas para várias favelas do Rio, além de outros estados e países - Divulgação

Um laboratório clandestino de fabricação de drogas foi estourado, nesta sexta-feira (11), por policiais da 39ª DP (Pavuna), em ação conjunta com agentes da da 82ª DP (Maricá), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O local, segundo os policiais, seria usado por uma quadrilha de tráfico internacional de drogas.

O imóvel usado para a atividade criminosa tem 12 cômodos, que eram usados como estufas para a fabricação dos entorpecentes. De acordo com os agentes, os traficantes produziam skunk e extraíam óleo da maconha, que eram destinados ao Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio; e favelas de Niterói e de Maricá, na Região Metropolitana. As drogas também eram enviadas para outros estados do Brasil, além de outros países.

Um criminoso, que estava no local, fugiu ao perceber a aproximação das forças policiais. Na operação, foi apreendida grande quantidade de drogas. A polícia prossegue com as investigações para a identificação e prisão dos integrantes da quadrilha.  

As informações são do jornal O Dia.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui