Foto: Governo do Estado

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) anunciou nesta segunda-feria (08/06) a instalação de uma nova ecobarreira no sistema de lagoas da Barra da Tijuca e Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, no próximo dia 23 de junho. A estrutura impede a ultrapassagem de gigogas e resíduos que poluam o essas localidades. O novo equipamento substituirá a existente na região do Itanhangá, na lagoa de Jacarepaguá.

De acordo com o governo, as novas estruturas são mais robustas e resistentes. Os equipamentos foram produzidos com material metálico e possuem capacidade para reter, em média, mais de 120 toneladas de esgoto.

Outras três ecobarreiras serão instaladas nos principais rios que deságuam no sistema lagunar.  Todoas devem estar em operação até o final de julho: no dia 6/7, na foz do Rio Pavuninha; em 20/7 no Rio Arroio Fundo e, por fim, em 31/7, no Anil. A primeira entrou em funcionamento em março deste ano, e foi implementada na foz do Rio Arroio Pavuna.

De acordo com o governo, as novas estruturas são mais robustas e resistentes. Os equipamentos foram produzidos com material metálico e possuem capacidade para reter, em média, mais de 120 toneladas de resíduos e gigogas, por mês.

Além das ecobarreiras, o órgão ambiental estadual também atua nas Lagoas da Barra da Tijuca e de Jacarepaguá na retirada de plantas aquáticas com dois ecobarcos e uma escavadeira. Desde março, mais de mil toneladas de plantas aquáticas já foram recolhidas para destinação ambiental adequada.


Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui