Início do 2º mandato de Cláudio Castro é marcado por reuniões com equipes de Educação e Segurança Pública

Na área da Segurança foram apresentados projetos para a construção de presídios de segurança máxima e com atividades laborais

Cláudio Castro e integrantes da área de Segurança Pública / Divulgação

O início do segundo mandato do governador Cláudio Castro (PL) contou com a realização de uma reunião com integrantes das pastas de Educação e Segurança Pública. No primeiro encontro, Castro fez uma avaliação sobre a atuação das forças de segurança durante as festividades no Réveillon, evento que registrou recuos em seus índices de roubos e furtos na virada em Copacabana. Integrantes da pasta e o governador debateram ainda sobre estratégias a serem adotadas para combater o comércio ilegal de metais.

Ainda sobre a área de segurança, as autoridades estaduais abordaram a situação do sistema penitenciário do Rio. Na ocasião foi apresentado um estudo para a construção de um presídio que integre atividades laborativas em suas rotinas. Também foi apresentado um projeto para a construção de um presídio de segurança máxima no Estado. Durante o balanço, Cláudio Castro anunciou a convocação dos 561 candidatos aprovados nos concursos da Polícia Civil, de 2022

“Começar o ano tratando de segurança pública é começar o ano mostrando para a nossa população e para aqueles que sonham em vir a empreender no Rio de Janeiro, que estamos trabalhando para que o nosso estado se torne cada dia mais seguro,” disse o governador.

A reunião da pasta da Segurança Pública contou com as participações dos secretários da Casa Civil, Nicola Miccione; de Polícia Militar, Coronel PM Luiz Henrique Marinho Pires; de Polícia Civil, Fernando Albuquerque; de Administração Penitenciária, Maria Rosa Lo Duca Nebel; e do procurador-geral do Estado, Bruno Dubeux.

Governador em reunião com integrantes da pasta de educação / Divulgação

Já na reunião com os secretários de Educação, Patrícia Reis, e de Ciência e Tecnologia, Dr. Serginho, o governador reforçou a educação é prioridade no seu governo, Castro cobrou dos presentes a apresentação, em até 30 dias, um cronograma de planos e ações para os próximos quatro anos. Presidentes das fundações vinculadas à Educação e à Ciência e Tecnologia também compareceram à reunião.

Temas como adequação do piso salarial, reposição de professores, melhoria do ensino, reforma de escolas, além de projetos que incentivem a presença dos alunos nas unidades educacionais também foram discutidos.  

A educação tecnológica também é uma prioridade na atual legislatura. Cláudio Castro solicitou que secretários elaborassem projetos para ampliação de carreiras tecnológicas, com investimento no ensino vocacionado. Ele frisou, no entanto, que as áreas tecnológicas e humanas tenham destaques equivalentes, para que haja um equilíbrio na oferta da rede estadual de ensino.

“A escola do futuro é a escola vocacionada, seja com ensino cívico-militar, ou vocacionadas nas artes, música, esporte ou tecnologia. O aluno precisa ser motivado a aprimorar as suas vocações,” reforçou o chefe do Executivo estadual.

As consequências das interrupções das aulas durante a pandemia não foram esquecidas pelo governador, que pediu aos secretários que elaborassem alternativas para a oferta de reforço escolar, aos sábados.

Para integrar os alunos às escolas, incentivando a presença dos estudantes nas unidades educacionais, Castro sugeriu que fossem realizados shows de música ou eventos esportivos, após as aulas.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui