Instituto de Matemática Pura e Aplicada é homenageado com medalha Pedro Ernesto

Maior honraria da Câmara de Vereadores foi concedida nesta sexta-feira (14/04)

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Da esquerda para a direita, Marcelo Viana, diretor-geral do IMPA, Helena Nader, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), vereador Pedro Duarte e Claudio Landim, diretor-adjunto do IMPA | Crédito das fotos: Pablo Costa

O IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada) recebeu na tarde desta sexta-feira (14) a mais alta condecoração da cidade do Rio de Janeiro – a medalha Pedro Ernesto. A honraria foi entregue pelo vereador Pedro Duarte (Novo) em “reconhecimento à pesquisa de ponta levada ao mundo e às parcerias alinhadas à necessidade de desenvolvimento econômico da cidade”, destacou Duarte durante cerimônia realizada no instituto.

“Temos um orgulho imenso como carioca de ter o IMPA no Rio de Janeiro e nada mais justo que conceder esta medalha e renovar o voto de confiança entre o IMPA e a cidade. Então, estamos apenas retribuindo e reconhecendo sobretudo as parcerias desenvolvidas como na região do Porto Maravilha, onde será desenvolvida a graduação, e como a OBMEP, um dos maiores cases do Brasil de política pública”, afirmou o vereador.
 

A medalha foi entregue ao diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, e ao diretor-adjunto, Claudio Landim. Ao público presente no auditório, Viana fez questão de destacar os desafios do instituto nos próximos anos.
 

Recebo esta distinção com satisfação em ver que o trabalho do IMPA é reconhecido. Ver esse reconhecimento através da medalha Pedro Ernesto é encorajador. Esse é o momento que o IMPA acaba de comemorar 70 anos, quando tivemos a oportunidade de celebrar o passado, mas também olhar para o futuro que traz desafios importantes, como a construção do novo campus; o desenvolvimento do curso de graduação na região Portuária da cidade e a expansão do alcance da OBMEP”, disse Viana.
 

Advertisement

Leia também

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

Criada em 1980, a Medalha de Mérito Pedro Ernesto é a principal comenda concedida pelos vereadores. A homenagem é feita a quem se destaca na sociedade brasileira ou internacional.
 

Presente no evento, Helena Nader, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) destacou a excelência do instituto que, em 2018, passou a integrar o grupo 5 da União Internacional de Matemática (IMU), que reúne a elite mundial da ciência ao lado de outras 11 potências como França, Estados Unidos, Japão e Rússia.

“O primor da matemática desenvolvida aqui colocou o Brasil e o Rio de Janeiro no mapa mundial desta ciência. Já seria muito. Mas o IMPA vai além, ao olhar também para dentro do nosso país. Com a OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), vem revelando, desde 2005, milhares de talentos matemáticos e de exemplos de docência nos rincões do Brasil.”
 

No discurso, Nader lembrou ainda que a qualidade e reputação da matemática brasileira foram responsáveis por trazer ao Rio, o Congresso Internacional de Matemáticos (ICM), em um esforço e uma realização do IMPA.

Pela primeira vez na história, uma cidade do hemisfério sul sediou o maior encontro de matemática do mundo — ocasião em que são entregues as Medalhas Fields, a mais importante premiação da área, destinada aos matemáticos mais promissores do planeta. Quatro anos antes do ICM, o pesquisador do IMPA Artur Avila foi, aliás, o primeiro latino-americano a conquistar a Medalha Fields e o primeiro matemático formado integralmente em um país em desenvolvimento. Artur chegou ao IMPA aos 16 anos”, fez questão de relembrar

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Instituto de Matemática Pura e Aplicada é homenageado com medalha Pedro Ernesto

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui