Instituto Zuzu Angel, na Tijuca, é reaberto com exposição ‘Fragmentos de Zuzu’

O histórico casarão em estilo eclético abriga inúmeras coleções significativas para a moda brasileira. O Instituto se dedica à restauração e conservação de têxteis

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Localizado nos caminhos que levam ao Alto da Boa Vista, na Tijuca, Zona Norte do Rio, o Instituto Zuzu Angel reabre suas portas em um momento de celebração cultural e histórica para a moda brasileira. A construção, um ícone arquitetônico em estilo eclético, dedicado à memória da estilista Zuzu Angel e conhecido como o Museu da Moda no Rio de Janeiro, retoma suas atividades para encantar e educar o público novamente.

Localizado na Rua Rocha Miranda, 53, na região da Usina, o Instituto é o cenário perfeito para a atual exposição “Fragmentos de Zuzu”. Com uma temporada curta e vagas limitadas, os visitantes são convidados a agendar suas visitas através do e-mail zuzuangel@zuzuangel.com.br com entrada gratuita.

Fundado em 1993, o Instituto Zuzu Angel desempenha um papel crucial na preservação e promoção da moda brasileira, mantendo viva a memória de Zuzu Angel e sua contribuição singular para o cenário internacional. Reconhecida por sua luta e pelo reconhecimento de seu trabalho além-fronteiras durante os anos 1960, Zuzu Angel continua a inspirar gerações com sua paixão pela moda e sua busca incansável por justiça.

Advertisement

O acervo da Casa Zuzu Angel abriga não apenas peças icônicas de sua carreira, mas também coleções significativas como a Coleção Carmen Therezinha Solbiati Mayrink Veiga de alta costura, a Coleção Isabela Capeto com seus 200 protótipos, e diversas outras que enriquecem o panorama da moda brasileira. Além disso, o Instituto se dedica à restauração e conservação de têxteis, uma missão essencial para preservar a história e o patrimônio do Brasil.

Nos últimos anos, a imponente residência que abriga o Instituto passou por reformas cuidadosas, destacando-se não apenas pelos detalhes arquitetônicos impressionantes, mas também pelo cuidado dedicado aos seus jardins voltados para a Floresta da Tijuca.

Zuzu Angel

resized 3Zuzu Instituto Zuzu Angel, na Tijuca, é reaberto com exposição 'Fragmentos de Zuzu'

Zuleika de Souza Netto, a Zuzu Angel, é considerada a primeira estilista brasileira e usou materiais, mitos, símbolos e estilos que realmente se relacionavam com este país. Foi responsável pela criação de um mercado nacional da moda.

Em 14 de maio de 1971, desapareceu seu filho, Stuart Edgard Angel Jones, aos 26 anos. Ele era uma das lideranças do Movimento Oito de Outubro (MR-8), que se opunha à ditadura civil-militar em curso. Ela então entrou em uma busca incessante por Stuart e, ao receber uma carta de Alex Polari – militante que ficou preso com Stuart e presenciou sua tortura e seu assassinato – confirmando a morte do rapaz, seguiu buscando o corpo de seu filho. Zuzu levou ao extremo o significado de “moda política”, desfilando uma coleção-denúncia em Nova York, no consulado brasileiro. Nesse evento, fez também um discurso em que denunciou o desaparecimento e a morte de Stuart.

Ela gritou a busca do filho, assim como o desaparecimento de muitos outros filhos de tantas outras mães. Usou seu ofício e seu alcance internacional para protestar. Acabou, infelizmente, assassinada.

Sua morte ocorreu em 14 de abril de 1976. Na madrugada dessa quarta-feira, sofreu um “suposto acidente de carro” na Estrada da Gávea, no Rio de Janeiro. Segundo informações, o acidente se deu porque a estilista ingerira álcool e cochilara ao volante ou sofrera um infarto, tendo o carro derrapado, se chocado contra uma mureta e capotado estrada abaixo.

Em 1998, após anos de uma “batalha sem trégua” de suas filhas, foi feita nova perícia, solicitada pela Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, do Ministério da Justiça, que concluiu, após ouvir o relato de uma testemunha – o advogado Marcos Pires –, que a estilista não havia sido vítima de “acidente de causas desconhecidas”. Pelo contrário: tinha sofrido um atentado perpetrado por agentes da repressão.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Instituto Zuzu Angel, na Tijuca, é reaberto com exposição 'Fragmentos de Zuzu'
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Instituto Zuzu Angel, na Tijuca, é reaberto com exposição 'Fragmentos de Zuzu'
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui