Entorno do Maracanã terá interdições para final da Libertadores; melhor forma de acesso ao estádio é via metrô

Bloqueios terão início às 6h, na Praça da Bandeira; Boca Juniors e Fluminense jogam às 17h, e portões do estádio abrem às 13h

Estádio do Maracanã - Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou detalhes do esquema especial de trânsito no entorno do Maracanã para a final da Libertadores, entre Boca Juniors-ARG e Fluminense, no próximo sábado (04/11). A partida começa às 17h (de Brasília).

As interdições nos arredores do estádio terão início às 6h. Os bloqueios começam na Praça da Bandeira. Os portões do Maracanã serão abertos às 13h. O principal acesso ao local do jogo será via metrô, e a Prefeitura pede que o desembarque do público seja organizado da seguinte maneira:

  • Torcedores do Fluminense (setor Sul): pegar a Linha 1 do MetrôRio e saltar na estação São Francisco Xavier;
  • Torcedores do Boca Juniors (setor Norte): pegar a Linha 2 (que operará entre Pavuna e General Osório/Ipanema) e descer na estação São Cristóvão;
  • Convidados da Conmebol e setores neutros (Leste e Oeste): saltar na estação Maracanã, que, a partir das 9h, funcionará somente para desembarque.

”A final da Libertadores não é um jogo normal de campeonato. Adotamos o padrão final de Copa do Mundo e da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos. Vamos garantir o direito de ir e vir dos moradores, mas temos um padrão diferente. Quem vai ao jogo, dê preferência ao transporte público. Quem não vai, evite o deslocamento pelo entorno do Maracanã”, disse o prefeito Eduardo Paes, durante entrevista coletiva no Centro de Operações Rio (COR) para apresentar o planejamento operacional do evento.

Na decisão no Maracanã, a exemplo do modelo adotado na Copa do Mundo de 2014, diversas vias serão interditadas nos arredores do estádio e em bairros próximos. Mais de 670 agentes municipais participarão da operação especial especificamente na operação da final.

A operação, inclusive, começa nesta terça-feira (31/10), já com a previsão de chegada dos torcedores do Boca Juniors. O desembarque dos jogadores do time argentino, por sua vez, ocorre na quarta-feira (01/11).

Um monitoramento feito pelos órgãos competentes nas estradas federais (Polícia Rodoviária Federal e Agência Nacional de Transportes Terrestres) fornecerá, com antecedência de 24h, o número de veículos de torcedores argentinos que se deslocam em direção ao Rio.

O público esperado na partida é de 70 mil torcedores, mas o número de argentinos na cidade pode ultrapassar 100 mil. O COR será o centralizador das informações das equipes operacionais da Prefeitura e vai monitorar o entorno do estádio e ruas próximas com 70 câmeras e um drone operado direto do Maracanã.

Na Sala de Situação do Centro de Operações, na Cidade Nova, 50 agentes vão monitorar a região e abastecerão os agentes nas ruas com informações privilegiadas, visando proporcionar conforto e alternativas para o torcedor.

Já a Secretaria de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal disponibilizarão um efetivo com mais de 350 agentes apenas no entorno do Maracanã. As ações terão como foco o ordenamento urbano, a fiscalização ao comércio ambulante, a fluidez no trânsito e a fiscalização de estacionamento irregular nas imediações do estádio do Maracanã.

A Seop ainda atuará com 12 reboques para remover os veículos estacionados ilegalmente. As equipes começarão as ações no início da manhã do dia 4 e seguirão até a dispersão das torcidas após a partida para garantir o ordenamento e segurança das pessoas que vão ao estádio. A atuação de comércio ambulante irregular é proibida, assim como a venda de bebidas em garrafas de vidro.

Trânsito

O número de vias interditadas no entorno do Maracanã para o jogo deste sábado será maior se comparado aos bloqueios já conhecidos e realizados no estádio em dias de partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil ou demais competições.

Uma das principais mudanças é a interdição total da Avenida Rei Pelé, em ambos os sentidos. Outro destaque é o bloqueio que será montado já na Avenida Osvaldo Aranha, altura da Rua Ceará.

Vias no entorno do Maracanã interditadas

A partir das 6h de sábado (04/11), começam as interdições. Elas estão previstas para terminar duas horas após o término dos festejos no Maracanã. As vias fechadas serão:

  • Avenida Maracanã, em ambos os sentidos, entre a Rua São Francisco Xavier e a Avenida Rei Pelé;
  • Avenida Osvaldo Aranha, pista sentido Méier, entre a Rua Ceará e o Viaduto de São Cristóvão;
  • Avenida Professor Manoel de Abreu, pista sentido Centro, entre a Rua Dona Zulmira e a Avenida Rei Pelé;
  • Avenida Professor Manoel de Abreu, pista sentido Grajaú, entre a Avenida Rei Pelé e a Rua São Francisco Xavier;
  • Avenida Rei Pelé, pista sentido Centro, entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua General Canabarro;
  • Avenida Rei Pelé, pista sentido Méier, entre o Viaduto de São Cristóvão e a Rua São Francisco Xavier;
  • Rua Artur Menezes;
  • Rua Conselheiro Olegário;
  • Rua Isidro de Figueiredo;
  • Rua Professor Eurico Rabelo;
  • Rua Mata Machado, entre a Avenida Paula Sousa e a Avenida Maracanã;
  • Rua Visconde de Itamarati, entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Professor Eurico Rabelo;
  • Viaduto de São Cristóvão;
  • Viaduto Oduvaldo Cozzi, nos acessos à Avenida Maracanã e à Avenida Rei Pelé.

As condições do trânsito serão monitoradas quanto a eventuais impactos, e os tempos semafóricos serão ajustados para melhorar a fluidez nas rotas alternativas e nos principais corredores de tráfego da região. A operação de trânsito contará com 230 pessoas, entre agentes da CET-Rio e apoiadores de tráfego contratados, 22 veículos operacionais e 25 motocicletas. Também serão utilizados 30 painéis de mensagens variáveis que informarão sobre os horários dos fechamentos e as rotas alternativas.

Rotas de desvio

  • Veículos em direção ao Centro/Zona Sul: serão desviados para a Rua São Francisco Xavier e a Rua Haddock Lobo;
  • Veículos em direção ao Grande Méier: serão desviados para a Rua Ceará, Rua General Herculano Gomes, Avenida Bartolomeu de Gusmão e Rua Visconde de Niterói;
  • Veículos em direção à Tijuca: serão desviados para a Rua Pará/Rua Paraíba e Rua Mariz e Barros.

Rotas alternativas

Provenientes do Centro e Zona Sul

  • Para a região do Grande Méier e Del Castilho: utilizar a rota pela Avenida Rotary Internacional, Rua Dom Meinrado e Rua São Luiz Gonzaga;
  • Para a Tijuca: utilizar rota da Avenida Paulo de Frontin e Rua Doutor Satamini;
  • Para Vila Isabel e Grajaú: utilizar rotas acima e, em seguida, Rua Barão de Mesquita.

Provenientes da Tijuca, Grajaú, Vila Isabel e entorno

  • Para o Centro e a Zona Sul: utilizar a rota das ruas Conde de Bonfim-Haddock Lobo.

Provenientes do Grande Méier

  • Para o Centro e a Zona Sul: utilizar a rota da Rua Visconde de Niterói.

Proibição de estacionamento

O estacionamento de veículos será proibido a partir das 18h de sexta (03/11) até às 23h de sábado (4/11), nas seguintes vias:

  • Rua Artur Menezes;
  • Rua Conselheiro Olegário;
  • Rua Isidro de Figueiredo;
  • Rua Professor Eurico Rabelo;
  • Rua Visconde de Itamarati, entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Professor Eurico Rabelo.

Vale ressaltar que uma sinalização específica será implantada para indicar as vias onde o estacionamento estará proibido.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui