Ipec mostra Claudio Castro decolando e isolado em 1º

Crescimento de Cláudio Castro na pesquisa Ipec sinaliza chances de vitória do atual governador já no primeiro turno

Claudio Castro e Vinicius Farah em Três Rios - Foto: Rafael Campos

Pesquisa do Ipec divulgada nesta terça-feira, 6/9, pela Tv Globo mostra o governador e candidato à reeleição Cláudio Castro (PL) praticamente decolando nas intenções de voto e subindo 11 p.p. indo de 26% para 37%, ampliando sua vantagem sobre Marcelo Freixo (PSB), que também subiu de 19% para 22%. A eleição assim vai dando cara de que pode ser decidida em 1º turno, já que os outros candidatos ou se mantiveram no lugar, ou apenas oscilaram, como é o caso de Rodrigo Neves (PDT), que foi de 6% para 7%.

  • Cláudio Castro (PL): foi de 26% para 37%
  • Marcelo Freixo (PSB): foi de 19% para 22%
  • Rodrigo Neves (PDT): foi de 6% para 7%
  • Cyro Garcia (PSTU): se manteve com 4%
  • Juliete Pantoja (UP): foi de 3% para 2%
  • Paulo Ganime (Novo): se manteve com 2%
  • Wilson Witzel (PMB): se manteve com 2%
  • Eduardo Serra (PCB): foi de 2% para 1%
  • Luiz Eugênio (PCO): foi de 1% para 0%
  • Brancos e nulos: foi de 19% para 13%
  • Não sabe/Não respondeu: foi de 16% para 10%

Quando se leva em conta apenas os votos válidos, a probabilidade de uma decisão em 1º turno se torna ainda mais palpável, com Castro aparecendo já com 47%, seguido de 29% de Freixo:

  • Cláudio Castro (PL): 47%
  • Marcelo Freixo (PSB): 29%
  • Rodrigo Neves (PDT): 9%
  • Cyro Garcia (PSTU): 6%
  • Juliete Pantoja (UP): 3%
  • Paulo Ganime (Novo): 2%
  • Wilson Witzel (PMB): 2%
  • Eduardo Serra (PCB): 1%
  • Luiz Eugênio (PCO): 1%

2º Turno

Foto: Pedro Prado

O Ipec também mostrou um crescimento de Castro no 2º turno e uma queda de Freixo, saindo assim do cenário anterior de empate técnico:

  • Cláudio Castro (PL): foi de 38% para 43%
  • Marcelo Freixo (PSB): foi de 35% para 31%
  • Brancos e Nulos: foi de 17% para 16%
  • Não sabe/não respondeu: foi de 11% para 10%

Melhora na avaliação do governo

A notícia também foi boa na avaliação de governo Cláudio Castro, provavelmente resultado de sua campanha de Tv e rádio.

  • Ótima/boa: foi de 29% para 32%
  • Regular: se manteve 36%
  • Ruim/Péssima: foi de 23% para 21%
  • Não sabem avaliar: foi de 12% para 11%

Aumento da rejeição de Freixo

Enquanto o ex-governador Wilson Witzel (MDB) ainda é o mais rejeitado, Freixo vê subiur sua rejeição, enquanto Castro oscilou 1 p.p. para cima

  • Wilson Witzel (PMB): se manteve com 44%
  • Marcelo Freixo (PSB): foi de 23% para 26%
  • Cláudio Castro (PL): foi de 15% para 16%
  • Cyro Garcia (PSTU): foi de 14% para 12%
  • Juliete Pantoja (UP): foi de 11% para 12%
  • Eduardo Serra (PCB): se manteve em 10%
  • Rodrigo Neves (PDT): foi de 10% para 9%
  • Luiz Eugênio (PCO): foi de 8% para 7%
  • Paulo Ganime (NOVO): se manteve com 7%
  • Poderia votar em todos (resposta espontânea): segue com 3%
  • Não sabem ou preferem não opinar: foi de 19% para 16%

A pesquisa ouviu 1.504 pessoas entre os dias 3 e 6 de setembro em 38 cidades fluminenses. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro sob o protocolo Nº RJ-01599/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-02442/2022.

Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. Não é só o Estado do Rio que gosta de bandido, não. O Brasil gosta de bandido, tendo em vista que o Lulalau está à frente nas pesquisas.

    IPEC não é um confiável, pois a sede deste “instituto” fica no quartel general da facção criminosa PT, que é a Fundação Lulalau.

  2. Se o instituto tá dizendo isso é porque o cara está muito mais na frente. Castro não é meu candidato mas pelo menos serão pelo menos 2 anos sem Freixo na vida pública. Ao menos uma coisa boa.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui