Jogadores do Flamengo pedem festa na Avenida Presidente Vargas para celebrar Libertadores; Paes se mostra favorável

Após pedido da torcida, coro por festa foi puxado por Gabigol, autor do gol do título; Prefeitura do Rio deve autorizar

Torcida do Flamengo na Avenida Presidente Vargas comemorando a conquista da Libertadores 2019 - Foto: Reprodução/Internet

Campeões da Libertadores no último sábado (29/10), ao vencerem o Athletico-PR por 1 a 0 em Guayaquil, no Equador, os jogadores do Flamengo agora buscam celebrar a conquista do torneio mais importante das Américas junto de seus torcedores no Rio de Janeiro.

Nesta terça-feira (01/11), entrando na onda dos rubro-negros nas redes sociais, Gabigol publicou a hashtag #FestaNaPresidenteVargas, em referência à mesma comemoração realizada no título da Libertadores 2019, quando lotaram a famosa avenida localizada na região central da capital fluminense.

Além do camisa 9, autor dos três gols que deram as taças em ambas as ocasiões, nomes como Arrascaeta, Ayrton Lucas, Bruno Henrique, Diego Alves, Diego Ribas, Filipe Luís, Pedro, Rodrigo Caio, Thiago Maia e Vidal também se mostraram favoráveis à festa.

Prefeitura concorda com festa

Fazendo coro à torcida e aos atletas, o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ), flamenguista assumido, pediu ao prefeito Eduardo Paes, de quem é muito próximo, para atender ao pedido. O chefe do Poder Executivo carioca, por sua vez, que é vascaíno, se mostrou simpático ao ”evento”, ressaltando apenas a definição dos detalhes de como será realizado.

”Resolvido, Pedro Paulo e Gabigol! Só não poderei participar, tô ligado em Itu [Ituano x Vasco, pela última rodada da Série B]! Em tempo: só vamos dar uma consultada na CET-Rio para definir a melhor forma, local e data! Parabéns pelo título”, publicou Paes.

Nesta quarta-feira (02/11), cumprindo tabela no Campeonato Brasileiro, o Flamengo recebe o Corinthians, no Maracanã, às 21h30. A partida é válida pela 35ª rodada da competição.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Pra festa, tem que solicitar alvará, pagar as taxas de fiscalização da prefeitura, polícia e bombeiros. Nada deve ser feito de graça. Prefeitura, não conceda privilégios.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui