Justiça determina que Zé Cabral vá para o mesmo presídio do pai, Sérgio Cabral

Zé Cabral foi preso acusado de contra integrar uma organização criminosa transnacional especializada em comércio ilegal de cigarros

Zé Cabral, filho de Sérgio Cabral (Foto: Reprodução)

A Justiça Federal determinou que o empresário José Eduardo Neves Cabral, filho do ex-governador Sérgio Cabral, preso na Operação Smoke Free, seja transferido para o Batalhão Especial Prisional da PM, em Niterói, onde o pai está preso. A referida unidade prisional costuma receber militares e autoridades presos. Zé Cabral é empresário.

Ele passou a noite na cadeia após se entregar à PF nesta quinta-feira (24/11), e a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) afirmou que ele tinha dado entrada no Presídio Frederico Marques, em Benfica, onde aguardaria pela audiência de custódia.

Não se sabe ainda se Zé Cabral ficará na mesma cela do pai e ex-governador.

Zé Cabral foi preso acusado de contra integrar uma organização criminosa transnacional especializada em comércio ilegal de cigarros. Segundo as investigações, uma das funções de José Eduardo no esquema era pagar propina a funcionários públicos.

Esquema

De acordo com a investigação, iniciada em 2020, o grupo criminoso reiteradamente, com falsificação ou não emissão de notas fiscais, depositava, transportava e comercializava cigarros oriundos de crime em territórios dominados por outras organizações criminosas, como facções e milícias. “Em consequência, efetuava a lavagem dos recursos obtidos ilicitamente e remetia altas cifras ao exterior de forma irregular”, afirma a PF.

Ainda segundo os investigadores, a quadrilha contava com uma célula de serviços paralelo de segurança, coordenada por um policial federal e integrada por policiais militares e bombeiros.

Os investigados podem responder pela prática de crimes de sonegação fiscal, duplicata simulada, receptação qualificada, corrupção ativa e passiva, lavagem de capital e evasão de divisas. Se condenados, podem pegar 66 anos de prisão.

Ainda de acordo com a PF, o grupo criminoso é responsável por causar prejuízos à União de cerca de R$ 2 bilhões.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Orgulho do papai…

    Por isso que o pai desmaiou (de emoção) ao saber que o filhote tinha sido preso.

    Deverá ter um almoço especial nesses dias no “Presidio Especial…” pra comemorar esse momento.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui