Karpowership e Prefeitura de Itaguaí concluem o primeiro reflorestamento voluntário

Nesta primeira área, foram plantadas mais de 2 mil mudas para reforçar a preservação ambiental da APA do Saco da Coroa Grande, em Itaguaí, no Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
DCIM101MEDIADJI_0900.JPG

A Karpowership e a Prefeitura de Itaguaí concluíram o reflorestamento voluntário da primeira área, correspondente a 10.000m² (1 hectare), de um total de 7,37 hectares (70.370 m²) junto a Área de Proteção Ambiental (APA) do Saco de Coroa Grande, localizada em Itaguaí, no Rio de Janeiro. A iniciativa promoveu o plantio de 2.283 mudas – como espécies arbóreas (mangue e restinga) nativas da Mata Atlântica – para recuperação da região que se encontrava em estado de degradação. A ação, que contou com elevados parâmetros de sustentabilidade com Censo Florestal – teve duração total de 30 dias.

O sistema de reflorestamento escolhido é composto por espécies arbóreas (mangue e restinga) nativas da mata atlântica, que apresentam crescimento mais rápido, são mais resistentes e aceleraram o processo de sucessão natural, a recuperação do solo e o retorno da fauna nativa.

A ONDA VERDE, entidade não governamental e sem fins lucrativos, que foi responsável pela execução desta iniciativa, seguirá com o processo da manutenção após o plantio. A ONG dissemina informações sobre meio ambiente e sustentabilidade, atua na conservação da diversidade biológica do Bioma Mata Atlântica e estimula ações para o desenvolvimento sustentável com educação ambiental, restauração florestal, apoio a pesquisas científicas, construções sustentáveis e fortalecimento de políticas públicas.

“Esta é uma iniciativa que reforça os elevados padrões de sustentabilidade do nosso projeto. Operamos junto com autoridades e sociedade para garantir o respeito ao meio ambiente e a consequente melhoria na qualidade de vida da população local, aplicando critérios e normas internacionais como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, comenta o diretor de operações da Karpowership no Brasil, Gilberto Bueno.

Advertisement

*Para a secretária de Meio Ambiente de Itaguaí, Shayene Barreto, o projeto é de extrema importância para a biodiversidade e, inclusive, para a recuperação da Baía de Sepetiba, que há anos vem sofrendo com a degradação ambiental.

“Vemos tantas notícias que mostram o quanto o nosso meio ambiente vem sendo degradado e o meu maior orgulho é ver que Itaguaí está indo na contramão disso. O governo do prefeito Rubão vem buscando a preservação, a sustentabilidade e colocando em prática ações realmente efetivas, como esta em parceria com a Karpowership, por meio de compensação ambiental. Hoje, Itaguaí sai na vanguarda em relação aos municípios no entorno da Baía de Sepetiba, que é de extrema importância para todo o Estado. É gratificante deixar esse legado para a comunidade e para as gerações futuras”, declarou a secretária.*

A Karpowership tem forte compromisso com a responsabilidade socioambiental em suas operações globais. No Brasil, as iniciativas de conservação ambiental; fortalecimento da pesca artesanal; educação e capacitação são priorizadas pela empresa. O programa de responsabilidade corporativa da companhia no Brasil já conta com oficinas participativas que servem para a identificação das prioridades das comunidades e para a construção de projetos de forma integrada. Desde o início do projeto, já ocorreram mais de 70 reuniões com lideranças de pesca artesanal da região.

Projeto Sustentável

As quatro embarcações da Karpowership, denominadas Powerships, bem como a Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação (FSRU), já estão com testes em andamento, no Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro. A expectativa é que a entrada em operação comercial seja nos próximos dias. A linha de transmissão, com 14,6 Km de extensão, já foi testada e garante o fornecimento de energia ao sistema elétrico brasileiro por meio da conexão com a subestação de Furnas

O empreendimento está localizado na região de influência do Distrito Industrial de Santa Cruz (RJ), área vocacionada para esta atividade. O projeto foi um dos vencedores do leilão de energia de reserva da Aneel, realizado em outubro de 2021, e faz parte do planejamento estratégico do governo federal para garantir a segurança energética nacional em longo prazo, além de ter capacidade para gerar 560 MW, o suficiente para abastecer cerca de 2 milhões de pessoas.

Os navios são abastecidos com gás natural, por meio de uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação (FSRU). O projeto é temporário com duração total de 44 meses. A infraestrutura é de fácil mobilização e desmobilização e tem impacto muito menor se comparado a processos de construção de termelétricas tradicionais.

As embarcações do projeto ainda têm elevada eficiência energética. Os motores instalados nas embarcações são de última geração tecnológica e foram fabricados com tecnologia desenvolvida em países como Alemanha e Finlândia.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Karpowership e Prefeitura de Itaguaí concluem o primeiro reflorestamento voluntário
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui