Lagoa Rodrigo de Freitas ganha placas informativas sobre o ecossistema local

Iniciativa, apoiada pela Prefeitura do Rio, é do biólogo Mário Moscatelli, que atua há 35 anos ajudando a recuperar o manguezal da lagoa

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Placa informativa sobre aves nativas da Lagoa Rodrigo de Freitas - Foto: Divulgação

A paisagem da Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, ganhou um reforço educativo na última terça-feira (30/04). Oito placas informativas estão sendo instaladas nos pontos em que a vegetação nativa das margens está sendo restaurada.

A iniciativa, que conta com o apoio da Prefeitura carioca, é do biólogo Mário Moscatelli, que atua há 35 anos ajudando a recuperar o manguezal da lagoa. A concessionária Águas do Rio também participa da ação.

As placas informativas e educativas apresentam a identificação de algumas das principais espécies vegetais e animais nativas das margens da Lagoa Rodrigo de Freitas. A ideia é mobilizar os frequentadores para que tenham mais respeito com a fauna e flora nativas que são protegidas por lei.

De acordo com Moscatelli, há uma grande confusão entre alguns frequentadores da lagoa, que não conseguem distinguir a diferença entre mato e espécies vegetais importantes para a conservação da biodiversidade local.

Advertisement

”Com esta iniciativa, esperamos envolver mais os frequentadores sobre a importância do trabalho que vem sendo realizado nas margens da Lagoa, além de esclarecer que muitas vezes o que pode parecer mato alto, não é. Na realidade, são espécies vegetais nativas que funcionam como importantes nichos espaciais, reprodutivos e alimentares para as espécies animais nativas que habitam o local”, explica o especialista.

O biólogo ressalta ainda que, até poucas décadas atrás, a Lagoa Rodrigo de Freitas era considerada um ecossistema irrecuperável. ”Cada vez mais, estamos presenciando o retorno de diversas espécies vegetais e animais”, complementa.

Duas placas foram instaladas em frente à sede náutica do Vasco e duas na Fonte da Saudade. Ao longo da semana, outras quatro placas também serão instaladas no Corte do Cantagalo; Vinicius de Moraes; Parque dos Patins; e foz do Rio dos Macacos. Os frequentadores e visitantes poderão identificar algumas das espécies animais e vegetais existentes na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Quem passa pela local já percebe as melhorias com o projeto de naturalização, na altura do Parque do Cantagalo. Iniciativa da Subprefeitura da Zona Sul, recupera espaços degradados e modificados pelo homem, retomando as condições próximas às naturais, além do conjunto de ações realizadas pela Águas do Rio no sistema de esgotamento sanitário da região.

A concessionária reformou as 13 elevatórias localizadas no entorno do espelho d’água, que são responsáveis por bombear o esgoto para o emissário submarino de Ipanema. A empresa ainda atua na fiscalização de despejo irregular nos canais e rios que alimentam e conectam a lagoa com o mar.

A instalação das placas também vai funcionar como um importante equipamento ecoturístico, oferecendo informações completas e relevantes das espécies animais e vegetais para os visitantes. Até o fim do ano, ainda está prevista a instalação de binóculos públicos, para que os frequentadores possam admirar a paisagem.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Lagoa Rodrigo de Freitas ganha placas informativas sobre o ecossistema local
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui