Lar de idosos é interditado em Nova Iguaçu e 17 pessoas são resgatadas

Do local, que funcionava de forma clandestina, foram resgatados dez homens, sete mulheres e uma mulher com deficiência. Todos estavam debilitados

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Responsável pela instituição foi conduzido à 58ª DP (Posse) / Reprodução

Um operação realizada pela Promotoria de Justiça de Proteção à Pessoa Idosa e Deficiente de Nova Iguaçu, pela Promotoria Criminal, com colaboração da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), interditou a Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) Lar Sheikinah, nesta terça-feira (28). A unidade funcionava no bairro de Austin, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

No local, que funcionava de forma clandestina, foram resgatados dez homens, sete mulheres e uma mulher com deficiência. Os internos, segundo as autoridades, por terem alimentação e hidratação inadequadas estavam muito debilitados. Alguns idosos tinham machucados pelo corpo.

Os internos resgatados foram provisoriamente alocados em um abrigo da Prefeitura para receberem alimentação, cuidados de saúde e de higiene. Equipes da Semas tentam contato com familiares dos idosos para avaliar a possibilidade de uma reintegração familiar ou remanejamento para outras casas de longa permanência do município.

Advertisement

O  Lar Sheikinah funcionava em um imóvel insalubre e sem acessibilidade. A unidade não contava com autorização dos órgãos de proteção ao idoso, alvará municipal e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ).

O responsável pela instituição foi conduzido à 58ª DP (Posse).

Com informações da rádio Tupi e do jornal O DIA.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Lar de idosos é interditado em Nova Iguaçu e 17 pessoas são resgatadas
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui