Leblon e a especulação imobiliária

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

01 O bairro do Leblon é o mais valorizado do nosso país, se não me engano o metro quadrado é de cerca de R$ 10.000,00, ou seja, um número de encher os olhos de qualquer um. Muito dessa valorização pode ser devido a APAC, que para manter a qualidade de vida do bairro proibiu a derrubada de alguns prédios pequenos para que se construíssem outros maiores no local. Se isso acontecesse poderia saturar o bairro, e sem dúvida mudando as carecterísticas da área.

Mas, como parece que a lei está para ficar, começou um movimento forte para pegar novas áreas para a construção de prédios. Tem o Batalhão da Polícia Militar, que viraria um condomínio, e um condomínio caro pela localização. E agora tem o Scala. Todos os terrenos pertencem ou são usados pelo Governo do Estado, que realmente poderia receber um bom aporte de capital com a venda dos terrenos.

Mas não acredito que os moradores do Leblon, com exceção de Cabral, estejam apóiem e estejam a vontade com esta sanha imobiliária. Tudo bem, o Scala é uma casa de shows, a cidade tem muitas. Mas o Batalhão? Para onde seria levado? Existe espaço livre na Zona Sul para colocá-lo?! Será que deveriam vender também os prédios dos Bombeiros no Humaitá e Copacabana e vender a iniciativa privada?

Mas bem que o Scala poderia ser usado para o Museu da Imagem e do Som, já que a maresia ali é bem menor que na Atlântica.

Advertisement

Leia também

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

A foto é do site Antigo Leblon.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Leblon e a especulação imobiliária

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui