Lei cria programa que incentiva literatura de cordel nas escolas

O programa poderá ser adotado nas escolas públicas e privadas com objetivo de contribuir para o conhecimento da cultura popular brasileira

Foto: Divulgação/Alerj

A Lei 9.958/22,que prevê que o Estado do Rio deverá implementar o Programa de Fomento à Literatura de Cordel nas escolas, foi sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada em Diário Oficial Extra do Executivo de sexta-feira (06/01). O texto tem autoria dos deputados Marcelo Dino (União) e André Ceciliano (PT).

O programa poderá ser adotado nas escolas públicas e privadas com objetivo de contribuir para o conhecimento da cultura popular brasileira, valorizar e promover a literatura popular em versos e conscientizar sobre a importância da cultura regional, promovendo uma educação que respeite a diversidade.

É importante preservarmos e promovermos a Literatura de Cordel, que já foi muito estigmatizada, devido ao linguajar despreocupado e regionalizado. Hoje ela é bem respeitada, tendo, inclusive, uma Academia Brasileira de Literatura de Cordel, sediada no Rio de Janeiro. Entendemos que o Estado do Rio de Janeiro tem as raízes de sua cultura muito influenciada e relacionada à imigração nordestina, sendo a literatura de cordel importante para valorização desta cultura”, argumentaram os autores na justificativa do projeto.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui