Espaços culturais e restaurantes do Rio deverão disponibilizar assentos especiais para obesos

Autores da lei sancionada afirmam que a proposta visa garantir dignidade e conforto aos portadores de obesidade em todo e qualquer estabelecimento público e privado na cidade do Rio

Foto: Divulgação/Câmara do Rio

No Rio de Janeiro, e Brasil, muitas pessoas sofrem com a obesidade avançada, de acordo com o Abeso – Mapa da obesidade – cerca de 55,4% dos brasileiros estão diagnosticados com a doença. Além dos problemas de saúde, a doença também pode causar um mal-estar social. E, para tentar amenizar situações de constrangimento, na última sexta-feira, (06/01), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, sancionou parcialmente uma lei para garantir assentos especiais às pessoas com grau de obesidade avançada e mórbida nos cinemas, teatros, restaurantes e estabelecimentos afins.

A Lei 7.755/2023 tem autoria dos vereadores Dr. Gilberto (Pode), Dr. Carlos Eduardo (PDT), Eliseu Kessler (PSD), Átila A. Nunes (PSD), Marcelo Arar (PTB) e Vera Lins (PP).

“A proposta visa estimular a frequência e garantir maior dignidade e conforto aos portadores de obesidade e aos bariátricos, em todo e qualquer estabelecimento público e privado na cidade do Rio de Janeiro”, explica Dr. Gilberto.

Com a justificativa de violação do princípio da independência e harmonia entre os Poderes, a Prefeitura vetou o trecho que obrigava a oferta de assentos com um terço a mais do tamanho padrão, suportando, no mínimo, 250 quilos.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui