Lei Seca flagrou quase 2 mil motoristas dirigindo bêbados no Carnaval do Rio

Município do Rio registrou a maior taxa de alcoolemia durante a operação; Barra da Tijuca foi o bairro com mais casos de motoristas alcoolizados

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Durante nove dias de Operação Carnaval, a Lei Seca realizou 122 ações de fiscalização em todo o Rio de Janeiro. No total, mais de 9 mil motoristas foram abordados pelos agentes e 1.643 estavam dirigindo sob efeito de álcool (17,1%).

O município do Rio registrou a maior taxa de alcoolemia durante a operação de Carnaval. No bairro da Barra da Tijuca, os policiais flagraram dirigindo sob o efeito do álcool 46,9% dos motoristas abordados, no dia 23 de fevereiro

O segundo ponto com maior incidência de motoristas reprovados no exame do bafômetro ocorreu na cidade de Búzios, na Região dos Lagos, onde 45,3% dos condutores parados na operação tiveram a habilitação suspensa após testarem positivo.

Na Região Metropolitana, Maricá apresentou 35,7% e em Niterói 32% dos motoristas parados nas ações testaram positivo no bafômetro e estavam dirigindo sob efeito de álcool.

Advertisement

Leia também

Rio terá observatórios para estudos climáticos; 1º será no Complexo do Alemão

Balão é ‘abatido’ antes de cair no Aeroporto do Galeão

No Sul Fluminense, Volta Redonda teve ação com 36,4%, enquanto na região Norte, Campos registrou índice de 36,7% de alcoolemia em uma das blitzes. Petrópolis, na Região Serrana, teve uma das ações com taxa de 30%.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Lei Seca flagrou quase 2 mil motoristas dirigindo bêbados no Carnaval do Rio

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui