Por Silvana Vargas

Viva la Poesia por Jorge Meija Hoje se comemora o Dia Internacional da Poesia.  A tradição liga a poesia à primavera pelo lirismo que a data evoca.. Antigamente os poetas vinham dos mais diverso formatos,tamanhos,modelos. Havia os santos, como San Juan de La Cruz,os guerreiros como Camões, os nobres como Guilherme de Aquitânia , os criminosos condenados como François Villon e os pacifistas como Tíbulo(seriam os primeiros poetas marginais?)

 

Mas se a poesia não é obrigada a dizer nada, pode dizer tudo. No entanto,nem tudo é facilmente dizível.E descobrir como expressar certas questões esta é a árdua tarefa do poeta.

 

Hoje, a poesia recebe um legado onde repertório estreito e formas fáceis e devidamente testadas popularizam o gênero.

Não dá para dizer se é bom ou se é ruim, mas quem se submete à ditadura do coloquialismo e divaga sobre si mesmo ou sobre o cotidiano num prosaísmo banal não faz poesia.

 

E, é por isso, que o em outras formas de arte (música  por exemplo) encontramos verdadeiros poetas com suas letras de música tão bem ritmadas e sonoras.

 

Quem duvida da eufonia poética nas letras  de parcerias famosas como Chico Buarque e Vinícius de Moraes? Ouçam Gente Humilde e tantas outras

 

E por falar em Chico Buarque vem a aí outro livro do autor. Trata-se do seu mais novo romance que deve ser lançado numa badalada livraria carioca nos próximos dias e vai somar aos outros trabalhos já publicados.

 

E deixando dessa prosa, aqui está minha contribuição incrementando o movimento do Dia Internacional da Poesia.

      Adeus, juventude

    Há muito que

    Não chupo pitanga no pé

    Há muito que

    Não pego a estrada no final de semana

    Levando na mochila nada além de filtro solar e repelente

    Há muito que

    Deixei de fazer mechas coloridas no cabelo

    Há muito que

    Esqueci como é bom tomar banho de chuva

    Há muito que

    Não perco a hora de acordar

    Desconfio que  larguei lá trás

    Enorme segredo.

    Comente

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui