Liesa quer limitar o número de credenciais para o Carnaval de 2023

Esse ano, foram cerca de 26 mil credenciamentos para os desfiles na Sapucaí

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Eduardo Paes na Sapucaí - Foto: Alexandre Macieira

Jorge Perlingeiro, presidente da Liesa, afirmou que quer reduzir o número de credenciamentos para as duas noites de desfile nos próximos anos. Esse ano, foram cerca de 26 mil profissionais, número que inclui todos os tipos de prestadores de serviços: ambulantes e funcionários de quiosques, auxiliares de serviços gerais, atendentes, balconistas, artistas que se apresentam nos camarotes e imprensa.

“A cada ano esse acesso tem sido mais flexibilizado. O carnaval do Rio é o único evento no qual não há convite: você tem ingresso ou é credenciado. O convite pode melhorar isso, criar uma limitação, quem não for convidado e não tiver credencial, verá de casa, pela TV. Precisamos evitar o excesso de pessoas na pista, na concentração, na armação, para poluir menos o espetáculo. Tudo sempre pode melhorar”, explica.

O número de credenciais foi motivo de muita discussão no Carnaval deste ano. Quintino Gomes Freire, editor chefe do DIÁRIO DO RIO, falou sobre o tema.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Liesa quer limitar o número de credenciais para o Carnaval de 2023

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui