Light encontrou mais de 300 irregularidades durante ação de combate

Nos bairros de Campo Grande e Guaratiba, a empresa encontrou furtos, ocorrências de irregularidades, suspensão de fornecimento de energia e outros problemas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa - Foto: Reprodução/Light

Na última terça-feira, (26/04), a Light encontrou mais de 300 irregularidades durante ações de combate ao furto de energia e à inadimplência nos bairros de Campo Grande e Guaratiba, localizados na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com a empresa, 893 clientes foram visitados ao longo do dia, sendo registrados 318 Termos de Ocorrência e Inspeção por irregularidades nos imóveis. Além disso, a empresa executou 244 suspensões no fornecimento de energia e efetivou 113 negociações. Segundo a Light, a ação contou com mais de 100 profissionais, entre agentes de negociação de débitos, técnicos e equipes de corte que participaram da operação.

A companhia acrescenta que foram realizadas inspeções em estabelecimentos comerciais e residenciais nas Estradas da Pedra, da Matriz, Magarça e de ruas próximas. Entre os principais comércios em que foram identificadas irregularidades estão quatro bares e duas padarias, como também uma academia e um salão de beleza, entre outros imóveis.

Além da fiscalização, outros serviços também foram prestados, como nove atendimentos na sua Agência Móvel, presente na Praça dos Monarquistas, em Guaratiba, para serviços como: segunda via de conta, análise de contas, parcelamento de débitos, transferência de titularidade e encerramento de contrato.

Advertisement

Em nota, a Light afirma que atua diariamente no combate ao furto de energia com o seu programa de inspeções e regularizações. Segundo a empresa, o furto prejudica a qualidade da prestação do fornecimento de energia para a população e representa risco à segurança do consumidor.

A companhia atua em parceria com o poder público e empresas parceiras prestadoras de serviço para coibir essa prática, que é crime previsto no artigo 155 do Código Penal, com pena de até oito anos de prisão.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Light encontrou mais de 300 irregularidades durante ação de combate
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui