Loja de tecidos ‘A Princesa’, em Niterói, completa 100 anos de qualidade e bom atendimento

Localizada na Rua da Conceição, nº 39, esquina com Visconde de Uruguai, no Centro de Niterói, A Princesa testemunhou mudanças importantíssimas nos cenários políticos e econômicos do Brasil e do mundo

Eduardo Diuna Filho há 43 anos à frente do negócio da família/ Crédito: Coluna Gilson Monteiro

A loja de tecidos A Princesa completa 100 anos no mês de outubro demonstrando a força da tradição e da qualidade em um mercado em franco encolhimento, o de costura sob medida.

Localizada na Rua da Conceição, nº 39, esquina com Visconde de Uruguai, no Centro de Niterói, A Princesa testemunhou mudanças importantíssimas nos cenários políticos e econômicos do Brasil e do mundo, e por elas foi impactada, sem sucumbir às intempéries.

Reconfiguração dos setores têxtil e de confecções, encerramento de atividades de fábricas de tecidos no Brasil, concorrência dos produtos importados, expansão das fábricas de roupas prontas, crises econômicas, pandemia e esvaziamento do comércio do Centro de Niterói foram alguns dos desafios ultrapassados pelo centenário estabelecimento comercial.

À frente do negócio desde 1980 está o economista Eduardo Diuana Filho, que abriu mão de um bem remunerado e seguro emprego na então companhia Vale do Rio do Doce, atualmente, conhecida apenas como Vale. Atrás dos balcões vividamente coloridos por tecidos de padronagens e qualidades diferenciadas, o economista usou os seus conhecimentos para levar à diante a empresa familiar que sempre primou pela dedicação à clientela fiel.

Com ele, trabalhando há 35 anos, está Alexandre Nogueira, que costura para mulheres que, contrariando as tendências do momento, de roupas prontas e pouco exigentes, preferem peças exclusivas e com caimento perfeito.

Contrariando a realidade de esvaziamento do Centro de Niterói, A Princesa segue firme rumo a quem sabe mais um centenário, revertendo a tendência de tantos estabelecimentos que naufragaram diante dos rigores das mudanças da modernidade e das turbulências econômicas, como as lojas Grand Joias, Pizzaria Italiana, Luciu´s, Casa das Linhas, Restaurante Monteiro, Tecelagem Amazonas e Bar Municipal. A grande e honrosa exceção fica com a Camisaria Tauil, que mantem há décadas um ótimo negócio, com venda de produtos especiais direcionados a uma fiel clientela.

Informações e imagem: Coluna Gilson Monteiro (Niterói de Verdade)

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui