Lourenço Marques – Mais mudanças! Carnaval do Rio pode abolir tripés gigantescos nas comissões de frente

Mudança, já pedida há algum tempo por foliões, ganha força e surge como mais uma mudança para o carnaval de 2025.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução

Nem bem chegou a época de sentarmos todos nas quadras das escolas de samba e comermos uma boa feijoada ao som dos sambas concorrentes e o carnaval do Rio nos brinda com mais uma surpresa: um possível fim dos tripés “trambolhão” nas comissões de frente.

O uso de tripés – que já tem tamanhos às vezes maiores que carros alegóricos – sempre gerou muitos questionamentos. O que chama atenção? A dança, a indumentária ou grandiosas construções alegóricas recheadas de painéis de led, tecnologias e tudo mais que o dinheiro pode comprar?

Os saudosistas, mais antigos, vão sempre lembrar da época que as comissões eram na cara e na coragem. Fábio de Melo pela Imperatriz Leopoldinense que o diga. De 1992 até 2005 não foi necessário usar nenhum tripé para entrar na história. Aos que possam não lembrar, é dele a dos leques em 1994 e também a famosa comissão dos pianos de 1997. Em 1999, Carlinhos de Jesus também nos brindou com uma emocionante comissão na Mangueira usando apenas aquilo que deveria ser o mais importante: o corpo de bailarinos, dança e indumentária.

Advertisement
Carnaval 23 comissao de frente imperatriz Fabio de mello 1994 Lourenço Marques - Mais mudanças! Carnaval do Rio pode abolir tripés gigantescos nas comissões de frente
IMG 20190219 WA0118 Lourenço Marques - Mais mudanças! Carnaval do Rio pode abolir tripés gigantescos nas comissões de frente

Ao que tudo indica esse deve ser um dos próximos temas da plenária das escolas de samba tendo já apoio de boa parte das escolas da liga. A justificativa seria mais espaço dentro dos barracões, já que os tripés ocupam uma parte significativa, quando gigantes. Mas há quem diga que é também uma forma de baratear o desfile já que nos anos recentes algumas comissões chegaram a cifra de 1 milhão de reais.

Para esse colunista, a mudança é bem vinda. Há algum tempo o quesito vem sofrendo com a dificuldade de ter o efeito “uau”. Além disso, foi comum nos últimos anos comissões de frente que se destacaram além do previsto e contaminaram outros quesitos do desfile, fazendo as vezes que desfiles com alguns problemas ficassem mais bem posicionados do que deveriam após a quarta-feira de cinzas.

Seja qual for a decisão do Olimpo Carnavalesco, uma coisa é certa: o carnaval de 2025 pode se tornar um verdadeiro divisor de águas da história recente dos desfiles. Após a tão polêmica mudança para três dias de desfile e o fechamento de notas no mesmo dia, uma mudança dessas pode impactar a festa – e a disputa!

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Lourenço Marques - Mais mudanças! Carnaval do Rio pode abolir tripés gigantescos nas comissões de frente
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui