Luciana Boiteux promete levar as pautas das mulheres para o centro dos debates na Câmara dos vereadores

Com a eleição de Tarcísio Motta (PSOL) para a Câmara dos Deputados, Boiteux assumirá em 2023

Foto: Divulgação

Com a eleição de Tarcísio Motta (PSOL) para a Câmara dos Deputados, Luciana Boiteux assumirá em 2023 como vereadora do Rio de Janeiro. A advogada e professora vai compor a bancada do PSOL no município, que passará a ter maioria de mulheres: Boiteux, Mônica Benício, Mônica Cunha e Thaís Ferreira.

Segundo Luciana Boiteux, seu mandato será de continuidade e compromisso com as pautas dos direitos das mulheres, em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras, em especial dos ambulantes, da educação pública de qualidade e valorização dos profissionais da área, da defesa da saúde pública, principalmente para as mulheres, do direito à cidade e à cultura, entre outros temas que integram seu ativismo junto aos diversos movimentos sociais.

Advogada desde 1996, com atuação na Suprema Corte inclusive, professora da UFRJ, pesquisadora feminista e antiproibicionista, militante dos direitos humanos e filiada ao PSOL há seis anos.

Entre os temas centrais de sua pesquisa e atuação estão política sobre drogas e cannabis, encarceramento, em especial de mulheres, sistema prisional, violência obstétrica, aborto legal, entre outros.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui