Luciana Boiteux propõe o Dia do Slam na cidade do Rio de Janeiro

A data escolhida para a celebração, 26 de outubro, é uma homenagem ao primeiro Campeonato Estadual de Slam do Rio de Janeiro ocorrido em 2017

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

As batalhas de poesia falada (Slam) completam 10 anos no Rio de Janeiro em 2023. Em homenagem a essa expressão cultural, a vereadora Luciana Boiteux (Psol) protocolou, neste mês de outubro, um projeto de lei que cria o Dia Municipal das Batalhas de Poesia Falada (Slam) no calendário oficial da cidade. A data escolhida para a celebração, 26 de outubro, é uma homenagem ao primeiro Campeonato Estadual de Slam do Rio de Janeiro ocorrido em 2017, que marcou o início de diversos slams pelo estado, especialmente em sua capital.

Para Boiteux, essa expressão cultural, além de promover autonomia e fortalecer a diversidade, fomenta a economia criativa. “Sabemos da importância do reconhecimento municipal dessa prática para a visibilidade dos artistas das batalhas de poesia falada que são agentes da cultura popular e, como tais, devem ter seus direitos respeitados”, ressalta a vereadora.

Os slams contam com um júri popular, escolhido espontaneamente entre o público, que dá nota aos poetas (slammers). Os poemas devem ser de autoria própria, com duração de até três minutos, e a apresentação não pode ter acompanhamento musical, figurinos ou adereços. Para além de seu aspecto competitivo, vem ganhando espaço e popularidade mundial e tem conquistado cada vez mais adeptos por conta de seu caráter comunitário, inclusivo e fortemente influenciado pelos debates contra a desigualdade social.

Advertisement

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Luciana Boiteux propõe o Dia do Slam na cidade do Rio de Janeiro
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Luciana Boiteux propõe o Dia do Slam na cidade do Rio de Janeiro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui