O candidato do PSL à Prefeitura do Rio, deputado federal Luiz Lima, quer construir um piscinão para acabar com os alagamentos que historicamente trazem muitos transtornos para moradores do Catete, na Zona Sul, e dos bairros vizinhos. Em visita ao Largo do Machado, nesta sexta-feira (16), Luiz Lima deu detalhes do projeto. “Nós temos um grave problema aqui nessa região do Catete, Largo do Machado e Laranjeiras. É que mesmo chovendo pouco, você tem alagamentos. Então temos que fazer um piscinão aqui, como foi feito na Praça da Bandeira. Existe um espaço no Aterro do Flamengo para essa obra e não teria choque com o metrô. Há essa possibilidade. Muitos prefeitos passaram e não conseguiram realizar. É uma obra cara, mas de extrema urgência.”

Luiz Lima percorreu trechos da Rua do Catete, principal via de comércio da região, conversou com lojistas e visitou uma pequena galeria que abriga ex-vendedores ambulantes. Impressionado com a organização dos comerciantes, o candidato afirmou que poderia reproduzir o modelo em outros bairros. “Estive num local, ao lado do metrô, com 60 lojinhas, com vendedores muitos organizados que, há mais de 20 anos, eram ambulantes. É uma organização que pode ser levada para outros pontos do município. Seria uma forma de legalizar pessoas que trabalham na informalidade”, explicou.

Após cumprimentar eleitores na tradicional Galeria Condor, outro importante ponto de comércio do Largo do Machado, o candidato também falou sobre mais alguns problemas que tiram a paz dos moradores, como desordem pública e o aumento da população em situação de rua. “O Largo do Machado é um lugar histórico, com a Igreja de Nossa Senhora da Glória e muitos monumentos. É uma praça que precisa ser protegida. Os moradores em situação de rua são uma preocupação. Ficamos tristes de ver essa situação, por isso temos que cadastrar essas pessoas, para sabermos se elas têm identidade, se têm CPF, se têm famílias, se possuem problemas de saúde ou mentais. O que não pode é usarem a praça como moradia. Então a fiscalização não pode permitir, porque senão o comércio também é afetado. Essas pessoas têm que ser tratadas com dignidade, mas a desordem não pode ser incentivada”, afirmou.

Para aumentar a limpeza das ruas, Luiz Lima prometeu um choque de gestão. “A conservação tem que melhorar muito. Nada de lixo na rua! A prefeitura precisa fazer campanhas de conscientização, pois a cidade é nossa e precisa da ajuda de todos. A Conservação e a Comlurb têm que estar presentes sempre, mas a população também precisa fazer a sua parte. Podemos começar essas campanhas nas escolas, com as crianças educando os pais”.

3 COMENTÁRIOS

  1. Espero que o povo não cai em promessas vazias, pois a questão dos alagamentos vai muito além de construir um piscinão… tem que ter obras mais estruturais para que os alagamentos diminuam. São aquelas obras que o político não quer fazer, pois teriam que ser embaixo da terra e não visíveis para ficar bem na foto… pensem antes de cair em palavras bonitas!

  2. Ahh então a proposta do Nadador é construir um Piscinão na zona sul…piada pronta né, Esse cara é um brincalhão…
    As enchentes dessa região são bem diferentes das que tem na Tijuca e Maracanã… um reservatório desses não vai resolver!

  3. O candidato bolsonarista precisa conhecer um pouco da história da Cidade do Rio do Rio de Janeiro, principalmente, a da zona sul. Toda a área que abrange o bairro do Catete até a Lapa, desde o início da Fundação da Cidade, sempre foi um
    grande alagadiço por conta da forte arrebentação que vinha das Praias do Flamengo e da Santa Luzia que vai de encontro do rio Carioca. Com a construção dos empreendimentos imobiliário tudo foi soterrado. Então, achar que o piscinão como foi construído na Praça Bandeira é querer mentir e iludir os seus moradores e comerciantes. É o mesmo caso que acontece com o bairro do Jardim Botânico, que sofre com as inundações por conta do rio dos Macacos, a Lagoa Rodrigo de Freitas e da invasão do mar das Praias de Ipanema e do Leblon.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui