Prefeitura de Magé assina termo de compromisso para fomentar o turismo em trilhas

Município já instalou placas de informações turísticas e técnicas em cinco pontos

Foto: Prefeitura de Magé

A Prefeitura de Magé, por meio da Secretaria Municipal de Governo, assinou termo de compromisso para apoiar a implantação e manutenção da trilha Caminho da Mata Atlântica, que no município ocupa uma malha de mais de 60 quilômetros. A primeira medida prática para atingir a meta foi instalar cinco placas de informações turísticas e técnicas sobre os percursos na Guia de Pacobaíba, em Suruí, Cachoeira Grande, Raiz da Serra e Pau Grande.

“O turismo é um dos grandes potenciais de nosso município e parcerias para o fomento desta atividade é de grande importância. Fazer parte de trilhas de longo curso agrega diversos benefícios ao município, como maior procura ao destino turístico”, disse o secretário de Governo, Vinicius Bastos.

“Vem sendo articulada desde 2012 a implantação de uma trilha de longo curso que percorre toda a Serra do Mar: o Caminho da Mata Atlântica (CMA). Esta trilha de mais de 4 mil quilômetros se estende ao longo de toda a Serra do Mar, abrangendo os maiores remanescentes e mais de 100 Unidades de Conservação. O CMA constitui um eixo para diversas ações relacionadas ao ecoturismo e ao engajamento da sociedade na conservação e restauração na Mata Atlântica, se estendendo do Parque  Estadual do Desengano, no Estado do Rio, ao Parque Nacional dos Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul, percorrendo toda Serra do Mar e parte da Serra Geral”, explicou o coordenador do projeto Mata Atlântica, Francisco Schnoor.

A parceria entre o projeto de trilhas e a Prefeitura engloba ainda a atuação da Subsecretaria Municipal de Turismo e as Secretarias de Meio Ambiente, de Urbanismo e Habitação e Infraestrutura.

“Instalaremos placas de conscientização ambiental juntamente com as placas de indicadoras dos caminhos. A consciência ambiental é uma das premissas para que o turismo dentro do nosso município possa acontecer de forma sustentável e não predatória. É importante lembrarmos ao turista e ao morador de Magé que eles devem cuidar e preservar do meio que estão utilizando, levando sempre em consideração os impactos gerados ao meio ambiente”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente, Sílvio Furtado.

“O ecoturismo é um dos segmentos que mais se destaca dentro do nosso município, e as trilhas de longo curso são uma das vertentes que vêm ganhando muito adeptos mundialmente. Fazer parte desses dois caminhos será de grande estímulo para que o município atraia mais turistas praticantes dessa modalidade. Além das placas de sinalização dos caminhos, também teremos oficinas voltadas para estruturação receptiva turística dentro de Magé”, destacou a diretora de Turismo, Taiane Paniçollo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui