glsPesquisa telefônica realizada pelos professores Bayard Boiteux e Mauricio Werner, com 1200 cariocas para identificar os impactos do turismo GLS na população carioca revela um lado mais conservador do carioca.

A pesquisa que pode ser vista aqui diz que 60% desconhecem o segmento do turismo GLS, e 45% acham prejudicial que a cidade seja considerada Gay Friendly, 30% acha que a cidade deve se preparar melhor, e 40% que a cidade deveria criar um bairro específico para tal segmento.

Concordo com o professor Bayard Boiteux ,que entende que deve ser feita uma grande campanha de esclarecimento. Talvez a maioria que foi contra, ou a favor de uma bairro específico, esteja imaginando que seria um turismo sexual e não o que seria, aceitar bem o homoafetivo em nossa cidade, o que já é feito. Sem contar que 60% não saber o que significa, é um número bem alto.

 

E o que você acha?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui