Mais de 1.300 idosos de baixa renda no Rio recebem cartão-alimentação de Natal

Benefício concedido pela Prefeitura é de R$ 370; cerca de 300 idosos receberão o cartão pela primeira vez

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Idosos com cartão-alimentação de Natal concedido pela Prefeitura do Rio - Foto: Divulgação

Pelo terceiro ano consecutivo, a Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, contemplou idosos em situação de insegurança alimentar, beneficiários dos projetos de transferência de renda do município e das Casas de Convivência, com um cartão-alimentação de Natal. Fixado este ano em R$ 370, o benefício será entregue a mais de 1.300 idosos, sendo que cerca de 300 deles vão ganhar pela primeira vez.

Na última terça-feira (12/12), em uma cerimônia simbólica no Palácio da Cidade, 60 idosos, sendo 30 beneficiários do projeto Rio Dignidade e 30 frequentadores das Casas de Convivência Clara Nunes (Madureira), Carmen Miranda (Penha) e Dercy Gonçalves (Santa Cruz), receberam o cartão.

Com os cartões carregados, as pessoas idosas terão o direito de usar o benefício em mais de mil estabelecimentos comerciais da cidade. Os recursos para o pagamento do auxílio foram garantidos com doações do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Comdepi-Rio) para ações de incremento à segurança alimentar e nutricional.

”Esse cartão é muito importante, ele impacta na vida dos idosos inscritos nos programas de transferência de renda e frequentadores das Casas de Convivência. É o terceiro ano que entregamos o cartão, proporcionando mais qualidade de vida para os idosos. Eles podem usar o cartão para comprar o que necessitam, é a autonomia do idoso. Ele pode escolher se precisa comprar mais carne, frango ou um produto de limpeza”, disse o secretário do Envelhecimento Saudável, Junior da Lucinha.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

Os idosos foram identificados em diagnóstico feito pela equipe técnica da Secretaria do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, formada por assistentes sociais e psicólogos. O critério foi selecionar pessoas idosas na linha de risco de vulnerabilidade alimentar. Elas enfrentam a redução da qualidade e quantidade de alimentos consumidos, tendo em vista os relatos de agravos à saúde e de dificuldades financeiras. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a insegurança alimentar pode ser crônica ou apenas temporária e está dividida em três tipos ou níveis: leve, moderada ou grave.

”Esse cartão vai me ajudar muito. Sou aposentada, ganho um salário mínimo e tenho contas para pagar. Esse dinheiro vai ser de grande ajuda. Quando entrei no projeto das Casas de Convivência, não sabia da existência desse benefício. Fiquei super feliz quando me falaram que eu tinha direito. É um grande presente de Natal para mim, maravilhoso”, declarou Rosemeire Silva de Jesus, de 66 anos, frequentadora da Casa de Convivência Clara Nunes.

Os 300 novos beneficiários vão receber o cartão nas Casas de Convivência ou na sede da secretaria no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade Nova. Os demais beneficiados em anos anteriores terão o cartão que já possuem recarregado.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mais de 1.300 idosos de baixa renda no Rio recebem cartão-alimentação de Natal

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui