Mais de 25 mil clientes da Light foram impactados por furto de cabos em um mês

Levantamento mostra que, apenas em janeiro, consumidores de dez bairros da cidade do Rio de Janeiro ficaram mais de 180 horas sem energia elétrica.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem ilustrativa de cabos de energia - CC0 Domínio público. Foto: Px Here

As ocorrências de furto de cabos da rede subterrânea da Light impactaram a rotina de mais de 25 mil clientes somente em janeiro. Os registros trouxeram um prejuízo de R$ 250 mil para a concessionária no primeiro mês de 2024. Um levantamento feito pela companhia mostra que, neste período, consumidores de dez bairros da cidade do Rio de Janeiro ficaram mais de 180 horas sem energia elétrica.

O Disque-Denúncia também recebeu informações sobre furto de fios de cobre. De 1º de janeiro a 19 de fevereiro deste ano, foram 72 denúncias. O município com maior número de ocorrências é o Rio de Janeiro.

Desde o início deste ano, a Light repôs 1.652 metros de cabos e reparou 107 danificados por ação de criminosos. Vinte e quatro ocorrências de furto de cabos da rede subterrânea foram suficientes para impactar a rotina de 25 mil clientes. No Rio, o bairros afetados foram Centro, Copacabana, Barra da Tijuca, Botafogo, Grajaú, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Laranjeiras, Tijuca e Vila Isabel.

Um dos padrões de rede subterrânea utilizado pela Light é o sistema de baixa tensão reticulado (Network), que é composto por diversos transformadores ligados em paralelo, por meio de cabos em número suficiente para formar uma grande malha, projetada para garantir a qualidade de fornecimento e contingências controladas. Por isso, quando um ou mais cabos dessa malha são furtados, não há falta de energia instantaneamente, já que o fornecimento passa a ser distribuído pelos demais cabos. No entanto, com o tempo, estes cabos – que estão conduzindo mais corrente elétrica – sofrem sobrecarga.

Advertisement

Furto de cabos aumenta em 2023

O furto de cabos da concessionária aumentou, no comparativo entre 2022 e 2023, na região metropolitana do Rio. No ano passado, mais de 16 mil metros de cabos de cobre foram furtados, o equivalente à quatro voltas completas na Orla de Copacabana. O número representa um aumento de 160% em relação ao ano anterior, em que foram subtraídos pouco mais de 6 mil metros de fios. Em 2023, a companhia registrou 373 ocorrências, que deixaram 192.377 mil clientes sem luz por um tempo de quase duas horas. Os atos de vandalismo também fizeram a empresa gastar quase R? 4 milhões para recompor o material.

No ano passado, o Disque-Denúncia registrou 514 ocorrências sobre furto de fios de cobre. Relatos anônimos revelam envolvidos nos furtos, os locais onde ocorrem, a maneira como as ações criminosas acontecem e para onde esses materiais furtados são levados para serem comercializados.

O Disque-Denúncia disponibiliza o número de telefone e whatsapp (21) 2253-1177 para informações, inclusive por meio de vídeos e fotos. O anonimato é garantido. O aplicativo também está disponível gratuitamente nas plataformas para iOS e Android.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mais de 25 mil clientes da Light foram impactados por furto de cabos em um mês
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui