Mais de 250 presos liberados para o Natal não voltaram para cadeia; chefes de facção estão entre os foragidos

Os detentos tinham até as 22h do dia 30 de dezembro para retornar. Eles agora são considerados foragidos da Justiça

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem de prisão, meramente ilustrativa / Foto: Reprodução

Após o benefício concedido a 1785 presos, que foram liberados para passarem o Natal em casa, mais de 250 dos detentos não retornaram para os presídios do Rio de Janeiro, segundo o Disque Denúncia. Eles tinham até as 22h do dia 30 de dezembro para retornar. Todos cumpriam pena em regime semiaberto.

Entre eles estão os chefes da maior facção de tráfico de drogas do Rio. São eles: Saulo Cristiano Oliveira Dias, o SL; e Paulo Sérgio Gomes da Silva, o Bin Laden.

O primeiro é do Complexo do Chapadão. Ele foi preso em São Paulo, com Luiz Fernando do Nascimento Ferreira, o Nando do Bacalhau, considerado de alta periculosidade, em 2013. Já Paulo Sérgio comandou o tráfico da favela Dona Marta, em Botafogo, na Zona Sul.

A medida contempla o preso que tem bom comportamento, é réu primário e cumpriu 1/6 da pena ou é reincidente e cumpriu 1/4 da pena. Aqueles que não voltaram são considerados foragidos. 

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mais de 250 presos liberados para o Natal não voltaram para cadeia; chefes de facção estão entre os foragidos
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui