Mais de 60% dos bares e restaurantes do RJ não consegue realizar ajustes de preços de acordo com a inflação

Segundo a pesquisa, 30% fizeram aumentos abaixo da média nos últimos 12 meses e 33% não conseguiram realizar nenhum ajuste

Foto: Divulgação

Um levantamento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no RJ (Abrasel RJ) realizado com empresários de bares e restaurantes durante o mês de outubro mostrou que 61% dos estabelecimentos do setor ainda não conseguiram realizar ajustes de preços de acordo com o crescimento da inflação.

Destes, 30% fizeram aumentos abaixo da média nos últimos 12 meses e 33% não conseguiram realizar nenhum ajuste. Somente 8% disseram ter conseguido aumentar o cardápio acima do índice oficial.

“Vemos com preocupação o índice de quase dois terços dos bares e restaurantes do estado do Rio de Janeiro não conseguirem fazer reajustes de acordo com a inflação. A longo prazo, esta tendência pode significar uma diminuição dos estabelecimentos que conseguem realizar lucro. Esperamos que o poder público trabalhe para que a inflação de bebidas e alimentos não seja impeditiva para a recuperação do setor de alimentação fora do lar, que é o que mais emprega no Brasil“, afirma Pedro Hermeto, presidente da Abrasel RJ.

A pesquisa mostrou também que, durante o mês de outubro, 54% das empresas tiveram lucro, enquanto 18% registraram prejuízo e 28% operaram em equilíbrio.

A pesquisa também detalhou os preparativos para a Copa do Mundo. Quase metade (45%) disse que irá passar os jogos da Copa do Mundo no estabelecimento. E 21% irão ambientar o estabelecimento com o tema futebol. Entre as iniciativas previstas, 52% disseram que irão realizar ações de marketing no período tendo a Copa como tema, 97% distribuirão brindes e 36% pretendem criar pratos ou drinks temáticos. Nem mesmo delivery deve ficar de fora: 28% preveem ações especiais para as entregas.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui