‘Maratona do Rio 2023’ gerou impacto econômico milionário ao Estado do Rio de Janeiro

O estudo encomendado pela Dream Factory ao IFEC RJ conclui que o evento movimentou a economia em larga escala, com cerca de R$ 137,2 milhões

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Os inúmeros corredores que participaram da Maratona do Rio 2023, realizada entre os dias 8 e 11 de junho deste ano, também desempenharam um papel crucial na garantia do êxito financeiro do evento. De acordo com uma pesquisa conduzida pela Dream Factory, com o apoio da Apresenta, o Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFEC RJ) estimou que o maior festival de corrida de rua da América Latina teve um impacto econômico significativo, contribuindo com cerca de R$ 137,2 milhões para a economia do Estado do Rio de Janeiro.

A metodologia empregada para a obtenção deste e de outros números teve como base o modelo de Insumo-Produto, método já utilizado para avaliação de outros eventos esportivos. A pesquisa ouviu corredores e frequentadores do evento, entre moradores da Cidade Maravilhosa e visitantes de outros municípios e estados brasileiros.

E para se chegar ao cálculo do impacto econômico da Maratona do Rio ao Estado do Rio de Janeiro, o estudo levou em consideração os gastos de corredores e frequentadores relacionados ao evento. E nesta conta, entram aquisições como a inscrição para a prova, hospedagem, transporte, alimentação, lazer, compra de produtos licenciados ou souvenirs, entre outros itens. O estudo concluiu que o gasto médio por pessoa foi de R$ 1.734.

As despesas com alojamento, restaurantes e bares representaram aproximadamente 60% do total de R$ 137,2 milhões totais. Os gastos desta natureza foram de aproximadamente R$ 81,8 milhões. Na sequência, aparecem custos com alimentação e compra de produtos (R$ 28,6 milhões, cerca de 20% do total), entretenimento e lazer (R$ 18,8 milhões, aproximadamente 14%) e transporte ou deslocamento interno (R$ 7,8 milhões, cerca de 5%).

Advertisement

No estudo, o IFEC RJ também concluiu por meio do modelo de Insumo-Produto que a Maratona do Rio 2023 gerou uma movimentação financeira total de R$ 355 milhões no Estado do Rio de Janeiro, considerando gastos diretos, indiretos (que inclui as diversas rodadas de vendas de produtos utilizados como insumos intermediários na produção dos setores afetados pelos gastos) e induzidos (que considera o aumento do consumo das famílias resultante do aumento de renda produzido pelos novos gastos).

Também destaca-se que a Maratona do Rio teve uma contribuição direta de R$ 173 milhões para o PIB (Produto Interno Bruto) do Estado do Rio de Janeiro, gerou 2,8 mil empregos formais e informais entre permanentes ou temporários e proporcionou um aumento de R$ 80 milhões na renda dos trabalhadores.

“Estes números comprovam a relevância da Maratona do Rio para a cidade e para o estado, não somente em termos esportivos e de lazer, mas também quando olhamos o festival sob o aspecto econômico e turístico. O evento vem ganhando cada vez mais importância no calendário de grandes eventos da Cidade Maravilhosa, com a geração de novas oportunidades de negócios diretos e indiretos, e também pela experiência única que proporciona para corredores e frequentadores. Acreditamos que este impacto econômico será ainda maior nos próximos anos” disse Jued Andari, Diretor do Cluster de Esporte da Dream Factory, a organizadora da Maratona do Rio.

A 21ª edição da Maratona do Rio, realizada entre os dias 8 e 11 de junho deste ano, reuniu aproximadamente 40 mil corredores em uma grande celebração esportiva com as provas de 5k, 10k, 21k, 42k e o Desafio Cidade Maravilhosa (21+42k), mas que também contou com muitas outras atrações pela cidade. O evento, que neste ano foi realizado sob o tema “Maravilhosa em Cada Km”, ofereceu ao público uma ampla programação cultural de shows na Marina da Glória e intervenções artísticas da Maratona com Arte, lojas oficiais e ativações das patrocinadoras do evento na Casa Maratona, venda de produtos de marcas esportivas na Expo, Jantar de Massas especial no Rio Scenarium, entre outras ações.

Confira abaixo um resumo dos números do estudo encomendado ao IFEC RJ:

  • R$ 137,2 milhões foi o impacto econômico gerado pela Maratona do Rio 2023 por meio de gastos de corredores e frequentadores do evento, sendo aproximadamente 60% do total com hospedagem, restaurantes e bares (R$ 81,8 milhões);
  • R$ 355 milhões foi a movimentação financeira total proporcionada com a realização do evento, considerando gastos diretos, indiretos e induzidos;
  • R$ 173 milhões foi a contribuição da Maratona do Rio 2023 para o PIB (Produto Interno Bruto) do estado do Rio de Janeiro;
  • O evento também proporcionou um aumento de R$ 80 milhões na renda dos trabalhadores do estado, e gerou cerca de 2,8 mil empregos formais e informais, entre permanentes ou temporários;
  • R$ 1.734 foi o gasto médio entre corredores e frequentadores com Maratona do Rio para despesas variadas, como inscrição para a prova, hospedagem, alimentação, compra de produtos, transporte, entre outros itens.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp 'Maratona do Rio 2023' gerou impacto econômico milionário ao Estado do Rio de Janeiro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui