Marcelo Freixo oficializa filiação ao PT no Rio

Atual presidente da Embratur se filiou nesta sexta-feira (5) ao Partido dos Trabalhadores

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Pedro Prado_Divulgação

Depois de representar o PSOL por 16 anos e estar no PSB até o início deste ano, Marcelo Freixo se filiou ao Partido dos Trabalhadores (PT) na tarde desta sexta-feira (5).

Atual presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Freixo foi candidato derrotado ao Governo do RJ no segundo turno, quando perdeu para o governador Cláudio Castro nas eleições de 2022.

O PT tem uma longa história de contribuições para a construção da democracia e um projeto de país baseado na inclusão social, no diálogo e na promoção da dignidade de todos os brasileiros. Estamos reconstruindo nosso país com o presidente Lula e agora também terei a honra de ajudar a construir o nosso partido no Rio de Janeiro e no Brasil”, comentou Marcelo Freixo.

A cerimônia que marcou a filiação de Freixo ao PT aconteceu durante o seminário estadual do partido, no Hotel Windsor Guanabara, no Centro do Rio, nesta sexta.

Advertisement

Leia também

Custas judiciais aumentaram 45% no estado do Rio de Janeiro nos últimos dois anos

Proposta do BNDES para o Centro do Rio inclui calçadões e parque no Canal do Mangue

Além da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, também estiveram presentes no encontro o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e o secretário-geral da Presidência da República, Márcio Macedo, e o presidente estadual do partido, João Maurício.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Marcelo Freixo oficializa filiação ao PT no Rio

Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. Esse traste pode ir até para o partido da PQP,q nunca vai perder a pecha,a alcunha de DEFENSOR DE MARGINAL!!!O Rio não suporta esse sujeitinho!!

  2. Olha o fantasminha da ALERJ ai gente!! Esse aí parece que não é chegado muito a hora de trabalho… fez bem ir pro PT, combina bem com o perfi. O PT é o PT da Janja, que tinha emprego de R$ 20 mil na Eletronuclear mas nunca aparecia no trabalho. É por isso que quando privatiza uma Eletrobras da vida a esquerda pira!!! Eles não sabem viver de outra forma senão na base do cabide, do receber sem trabalhar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui