Marinha inicia curso de fuzileiros navais com 1ª turma feminina

As candidatas passaram por uma série de testes rigorosos, incluindo exames teóricos, avaliações de saúde e condicionamento físico, e verificações de documentação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Na manhã desta segunda-feira (19/02), um marco histórico foi estabelecido no Rio, com o início da primeira turma de mulheres no Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. Com 120 candidatas selecionadas de todo o país, após um processo seletivo altamente competitivo, o Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves, conhecido como Ciampa, em Campo Grande, na Zona Oeste, recebeu as novas recrutas.

Esse passo significativo é parte dos esforços da Marinha para integrar mulheres em papéis-chave dentro de suas fileiras. As candidatas passaram por uma série de testes rigorosos, incluindo exames teóricos, avaliações de saúde e condicionamento físico, e verificações de documentação. Com mais de 5 mil inscrições, a competição para garantir um lugar neste curso pioneiro foi intensa.

O Corpo de Fuzileiros Navais, sendo a única tropa formada exclusivamente por profissionais no Brasil, enfatizou a importância estratégica dessa inclusão. Com uma força anfíbia e expedicionária, a Marinha enfatizou a necessidade de estar sempre pronta para o emprego imediato, onde quer que seja necessário.

Preparando-se para receber as novas recrutas, o Ciampa passou por uma série de reformas nos últimos meses. Desde a criação de novos alojamentos até a instalação de sistemas de segurança avançados, como câmeras de vigilância e reconhecimento facial, o centro de treinamento está totalmente equipado para acomodar e treinar essa nova turma de fuzileiras.

Advertisement

O curso em si abrange uma ampla gama de habilidades e disciplinas, com uma duração total de 19 semanas, sendo 10 delas em regime de internato. Desde instrução militar naval até treinamento físico-militar e operações de fuzileiros navais, as futuras fuzileiras serão preparadas de forma abrangente para os desafios que enfrentarão em suas carreiras militares.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Marinha inicia curso de fuzileiros navais com 1ª turma feminina
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Completamente desnecessária uma força feminina… é só para dizer que tem. Mas na hora da guerra difícil acreditar que vão querer serem as primeiras a serem mandadas. Assim como nas Polícias. Nunca vi operação em que as mulheres sobem na frente…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui