Rio terá megaferiado em novembro devido à reunião do G20; confira datas

Objetivo da Prefeitura é reduzir a circulação nas ruas durante um momento de grande concentração de líderes mundiais na cidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Enquanto 2023 desfrutou de sete feriados prolongados, 2024 teria apenas três. No entanto, uma surpresa agradável aguarda os cariocas. Em virtude da reunião do G-20, agendada para novembro na cidade, os dias 18 (segunda-feira) e 19 (terça-feira) foram oficialmente decretados como feriados locais. Esta medida estende o período de folga do Dia da República, em 15 de novembro (sexta-feira), até o feriado da Consciência Negra, em 20 de novembro (quarta-feira). O objetivo principal é reduzir a circulação nas ruas durante um momento de grande concentração de líderes mundiais na cidade.

O evento do G-20 reunirá as 19 maiores economias do mundo, juntamente com a União Europeia e a União Africana. Entre os líderes mundiais que se espera participar estão o presidente americano Joe Biden e o russo Vladimir Putin, o que requerirá um rígido esquema de segurança. Detalhes sobre o número de policiais envolvidos e a participação das Forças Armadas ainda estão sendo definidos. Contudo, de acordo com reportagens do jornal O Globo, considera-se a possibilidade de estabelecer zonas de exclusão aérea em torno do Museu de Arte Moderna (MAM), local da Cúpula de Líderes nos dias 18 e 19 de novembro, incluindo o possível bloqueio do Aeroporto Santos Dumont e a mobilização adicional de agentes da Polícia Federal.

Enquanto o MAM servirá como local principal para os encontros dos chefes de estado, o comitê de imprensa estará sediado no Vivo Rio, e na Marina da Glória serão montados os escritórios de apoio para as delegações. As atividades do G-20 se concentrarão no Parque do Flamengo, para as agendas oficiais, e na Zona Portuária, onde representantes da sociedade civil debaterão temas como meio ambiente, juventude e desenvolvimento sustentável no Museu do Amanhã e nos armazéns, a partir de 15 de novembro. Os resultados desses encontros serão apresentados como sugestões durante a cúpula dos chefes de estado. Além disso, estão previstas recepções e eventos no Palácio do Itamaraty, no Centro, e na Casa Firjan, em Botafogo.

O G-20, estabelecido em 1999, visa discutir questões relacionadas à economia global, acordos de livre comércio e a busca pelo equilíbrio econômico em meio à crescente globalização. Originalmente composto por ministros das finanças e diretores de bancos centrais, o grupo expandiu-se para incluir chefes de Estado e de Governo após a crise financeira de 2008. No caso do Brasil, o presidente Lula definiu como prioridades de discussão o combate às desigualdades, a transição energética e a reforma dos sistemas de governança global.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio terá megaferiado em novembro devido à reunião do G20; confira datas
Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. O Rio de Janeiro abandonado, tomado pela bandidagem, nem dentro de shopping se pode andar tranquilo mais e gastando dinheiro com G20…. Eu quero melhor segurança pública, infra estrutura, saúde e educação isso sim que me interessa e não G20.
    Estou aqui onde eu moro desde janeiro de 2023 implorando por uma poda de árvore onde a mesma já rompeu a rede de alta tensão e a light a reparou em fevereiro de 2023 e só podou 50% da árvore em junho jogando TODO o peso aéreo dela para a calçada e pondo em risco moradores e pedestres.
    https://youtu.be/xzr0EadIsA4?feature=shared

  2. Por que só acontece no Rio ? A cidade que ao mesmo tempo desponta como bela é uma das mais violentas do País. Ruas extremamente sujas, com coleta de lixo precária, pichações que cobrem boa parte da cidade, transporte coletivo precário, enfim, sem contar a violência urbana que fere o direito de ir e vir do cidadão de bem. Este é um belo cartão postal, parabéns.

  3. Sensacional.
    O evento ocorrerá no Flamengo e na área portuária, mas a cidade inteira parará, inclusive a zona oeste, da Barra a SantaCruz, que está a 60 Km de distância.
    Trabalhar pra quê?

  4. O Rio está rico, sem problema de $$$, o comércio vai bombar com o feriado sem perder bilhões antes do Natal e o pessoal vai trabalhar de casa, no home office e o pessoal que está vivendo nas ruas vai ser alocado em trabalho para o evento. Que beleza.

    Mas….

    E todas aquelas críticas da Associação Comercial, Firjan, marcado imobiliário, imprensa e governos sobre baixa produtividade do trabalho, excesso de feriado e perda de arrecadação, cracolandia, bandidagem, etc,etc,etc..

    Assim como no Carnaval que todo mundo passou pano pra festa e agora vamos de epidemia de Dengue, vamos de vento em popa por conta do G20. Deve ter havido uma série de enganos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui