Mercado do Rio cria 105.468 vagas de emprego com carteira assinada, segundo relatório da Firjan

Somente em agosto, foram criados 18.992 postos formais de trabalho. Apesar dos resultados favoráveis, o RJ registrou desaceleração diante de 2022

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Cristo Redentor (Acervo Setur-RJ)

A partir dos dados da plataforma Retratos Regionais, a Federação da Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) realizou uma análise da dinâmica do mercado de trabalho fluminense, em 2023. De acordo com o levantamento, somente em agosto, foram criados 18.992 postos de trabalho com carteira assinada, resultado que fez o Rio de Janeiro acumular 105.468 novas vagas formais de trabalho este ano.

Com 73.470 vagas criadas, o setor de Serviços lidera o ranking de empregabilidade. Em seguida vêm a Indústria, com 31.551 vagas abertas, subdivididas em Construção (19.149) e demais atividades industriais (12.402). O setor de Agropecuária do Estado do Rio também apresentou um saldo positivo, com a abertura de 1.231 postos de trabalho. O segmento do Comércio, no entanto, registrou desempenho negativo, com o recuo de 780 vagas. Apesar disso, o setor apresenta um movimento de recuperação diante de resultados anteriores.

Na análise da dinâmica dos municípios fluminenses, a Firjan verificou que 80 das 92 cidades fluminenses apresentaram saldo positivo de empregos com carteira assinada, em 2023. O grande destaque foi a cidade do Rio de Janeiro, com a abertura de 44.795 vagas. Macaé, Campos dos Goytacazes, Magé e Duque de Caxias, também registraram uma expansão do número de vagas com carteira assinada: 5.883, 4.990, 3.699 e 3.521, respectivamente.

Apesar dos resultados favoráveis, o relatório da Firjan destacou que a economia fluminense registra uma desaceleração em relação ao mesmo período de 2022, acompanhando o desempenho nacional. No total, o Estado do Rio criou, entre janeiro e agosto de 2022, 153.908 vagas com carteira assinada.

Advertisement

Contrariando o movimento de desaceleração do período acima resssltado, alguns setores se destacam por terem criado mais vagos do que em todo ano de 2022. São eles: Atividades de Atenção à Saúde Humana, com +8.345, de janeiro a agosto de 2023, contra +5.712 de janeiro a dezembro de 2022; Educação, +11.455, frente a +9.455; Obras de infraestrutura, registrou +6.652, diante de +5.015; e Fabricação de Coque, de Produtos Derivados do Petróleo e de Biocombustíveis, que criaram 1.629, contra 100, em 2022.

Plataforma Retratos Regionais

A plataforma Retratos Regionais da Firjan toma como base o saldo de empregos formais registrado no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Dados específicos dos setores industriais estão registrados no painel setorial.

No painel regional, que permite a busca por município, consta o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mercado do Rio cria 105.468 vagas de emprego com carteira assinada, segundo relatório da Firjan
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui