Mestre Dionísio, nome histórico do samba, teve credencial negada para o Carnaval deste ano

O fato revoltou pessoas ligadas às escolas e ao samba no geral

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Folia do Samba

Manoel dos Anjos Dionísio, conhecido por ser o mestre da arte de mestre-sala e porta-bandeira, não conseguiu credencial para ir à Sapucaí no Carnaval deste ano. O fato revoltou pessoas ligadas às escolas e ao samba no geral. Mestre Dionísio foi professor e inspiração para muitos dos casais de mestre-sala e porta-bandeira que passaram pela Avenida não só em 2023, mas na história dos desfiles no Rio de Janeiro.

A reclamação de muitos sambistas é que celebridades – algumas até sem credencial – e amigos de pessoas que trabalham no Carnaval tiveram acesso, muitas vezes irrestrito, às muitas partes do Sambódromo, enquanto Mestre Manoel Dionísio não pôde entrar na Sapucaí.

Além de inúmeros desfiles e de ter se tornado referência para casais de mestre-sala e porta-bandeira, Mestre Dionísio foi assistente técnico de Carnaval da Riotur e porta-voz da Federação dos Blocos.

No Carnaval do ano passado, o número de credenciais para quem não era, necessariamente, do mundo do samba, foi motivo de críticas. À época, Riotur e Liesa afirmaram que esse problema seria resolvido.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mestre Dionísio, nome histórico do samba, teve credencial negada para o Carnaval deste ano

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui