Ministério Público do Rio esclarece suposto vazamento de informações de operação no Jacarezinho

De acordo com a instituição, o sigilo do processo que decretou a prisão dos denunciados, foi suspenso no dia 28/04

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) explicou por meio de uma nota de esclarecimento, nesta segunda-feira (10/05), sobre o suposto vazamento de informações na operação no Jacarezinho realizada no dia 06/05. De acordo com a instituição, o sigilo do processo que decretou a prisão dos denunciados, foi suspenso no dia 28/04 e, portanto, todas as peças do processo foram tornadas públicas a partir deste dia.

A nota publicada pelo MPRJ, explica também, que a instituição esclareceu ainda, em ofício dirigido à Promotoria de Justiça, que a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DCAV) informou que, em conversa informal dos policiais civis com um dos denunciados, os agentes descobriram que o primo e também advogado do preso realizou consultas em bancos de dados e verificou que havia mandado de prisão preventiva pendente contra seu cliente, momento em que teve acesso ao processo e, consequentemente, à peça acusatória. Neste momento, o advogado teve acesso ao processo e, em consequentemente, à peça acusatória.

De acordo com o MPRJ, a operação policial realizada pela Polícia Civil na última quinta-feira (06/05) foi comunicada ao Grupo Temático Temporário do MPRJ, destinado a cumprir a decisão liminar da ADPF 635, no mesmo dia da operação, por volta das 9h. 

A hipótese de vazamento de informações sobre a operação no Jacarezinho foi levantada pois, no dia, os policiais apreenderam documentos com timbre do MPRJ dentro de uma casa onde criminosos foram baleados e mortos. O imóvel, por sua vez, é apontado como um dos principais refúgios dos traficantes.

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ministério Público do Rio esclarece suposto vazamento de informações de operação no Jacarezinho

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui