Mirante da Prainha, em Arraial do Cabo, é inaugurado por Cláudio Castro

O governador Cláudio Castro também assinou termo de cooperação técnica para urbanizar todo o distrito de Monte Alto

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Mirante da Prainha inaugurado em Arraial do Cabo / Divulgação

A Região dos Lagos ganhou mais uma atração turísticas nesta quarta-feira (23). O governador Cláudio Castro (PL) inaugurou o Mirante da Prainha, em Arraial do Cabo. A obra é resultado de uma parceria entre o governo Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura da cidade.

Iniciada em 2021, a obra do Mirante da Prainha tem uma extensão de mais de 40 metros e é um complemento urbanístico ao trabalho de contenção da encosta feito pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ). Com iluminação, deque de madeira, canteiros de plantas e flores, o Mirante conta ainda com vagas de estacionamento para idosos e deficientes físicos. Ao todo foram investidos aproximadamente R$5,4 milhões nas intervenções.

O governador assinou ainda, durante o evento de inauguração, um Termo de Cooperação Técnica para a urbanização de todo o distrito de Monte Alto, uma antiga demanda da população. O processo de licitação, o maior investimento já feito pelo governo do Rio em Arraial do Cabo, deve ocorrer em até 90 dias.

Advertisement

Durante a cerimônia, Cláudio Castro falou sobre a importância da obra, além de enfatizar a beleza de Arraial do Cabo e a sua importância turística e econômica para o Rio de Janeiro.

“Estou muito feliz de ter inaugurado essa obra importante. Arraial é uma das cidades mais lindas do nosso estado, e com certeza esse mirante vai contribuir ainda mais para o turismo e para a economia da região”.

Arraial do Cabo ganhou ainda, na tarde de hoje, o lançamento de um estudo para geração de energia com base no lodo doméstico resultante do tratamento de esgoto. A inovadora tecnologia será aplicada na Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de Arraial do Cabo, que contará com uma Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) destinada a transformar o material coletado em uma substância tratável e reutilizável, como gás biocombustível. O lodo pode também ser transformado em carvão vegetal usado na agricultura para recuperar solos degradados.

Os testes acontecerão na unidade operacional da Prolagos que poderá tratar aproximadamente duas toneladas de lodo por dia. O projeto terá duração de três anos. A Prolagos é financiada pela Águas do Rio e Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, em parceria com Agenersa, Universidade Federal Fluminense (UFF) e Prefeitura de Arraial do Cabo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mirante da Prainha, em Arraial do Cabo, é inaugurado por Cláudio Castro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui