Missão empresarial de Portugal estuda parcerias com o Rio

Evento, que visa o setor de empreendedorismo e tecnologia, vai reunir empresários para um intercâmbio de informações sobre o fomento à indústria criativa

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Oeiras Valley! Quem atua na indústria criativa, no setor de empreendedorismo ou de tecnologia já ouviu ou vai ouvir falar neste nome, que vem se posicionando como o “Vale do Silício de Portugal”. O projeto Oeiras Valley busca colocar o município de Oeiras, a cerca de 20 quilômetros de Portugal, no mapa empresarial internacional. Para tal, a Câmara Municipal de Oeiras e a Oeiras Valley Investment Agency realizam, entre os dias 17 e 19 de abril, uma missão empresarial no Brasil, de olho no crescente interesse no mercado brasileiro pelo segmento de negócios no destino Portugal.

O evento segue agenda em três importantes destinos emissores da região Sudeste. No Rio de Janeiro, acontece na sede da Fecomércio RJ, no dia 17 de abril. No Espírito Santo, será realizado na Federação das Indústrias, no dia 18 de abril. Em São Paulo, será sediado na Câmara do Comércio de SP, no dia 19. Em todas as edições, espera reunir empresários para um intercâmbio de informações sobre o fomento à indústria criativa, além da apresentação dos diferenciais e atrativos competitivos do destino Oeiras Valley para investimentos.

IMG 20230320 WA0028 Missão empresarial de Portugal estuda parcerias com o Rio
Foto: Divulgação

O município de Oeiras já é referência para a ciência e a tecnologia, sendo sede de laboratórios de ciência de referência global, por reunir condições ímpares a nível nacional e internacional que posicionam o território como um ecossistema no âmbito do desenvolvimento de I&D (Investigação e Desenvolvimento), empreendedorismo, atração de empresas e promoção da ciência.

Atualmente Oeiras Valley é sede de dois importantes parques empresariais (Tagus Park e Lagoas Park), além de parques de ciência e tecnologia, reunindo mais de 25 mil empresas, o que representa mais de 500 empresas por km². O polo de negócios inclui empresas renomadas em diversos segmentos, como Volvo, Nissan, BMW, Google, Dell, Nike, L’Oréal, Pfizer, Johnson & Johnson, além de instituições de ensino superior e EAD, e empresas de telecomunicações.  

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Estamos criando condições para tornar Oeiras o maior viveiro de inovação, criatividade e tecnologia em Portugal. Queremos fazer de Oeiras o maior ecossistema de inovação do País, favorecendo a instalação de empresas de base tecnológica, farmacêutica, nanotecnologia e investigação oceanográfica, estimulando a criação de empregos com alto valor acrescentado. Para isso, um dos eixos da nossa estratégia de desenvolvimento passa pela internacionalização da marca Oeiras Valley, apresentando o projeto nos mercados estrangeiros, com o objetivo de captar mais investimento para o município”, explica Isaltino Morais, Presidente da Câmara Municipal de Oeiras.

Para atrair e manter investimentos, o Oeiras Valley oferece suporte 360 graus à promoção do investimento e desenvolvimento territorial através de incentivos, parcerias, capital humano, infraestrutura etc. As condições são convidativas: a cerca de 20km do centro de Lisboa e do aeroporto, o destino de Oeiras conta com preços de habitação competitivos (cerca de mil euros abaixo no comparativo com Lisboa), restaurante com ticket médio cerca de 20% mais baixo e poder de compra 57,1 pontos percentuais acima da média nacional de Portugal. Segurança também é um dos benefícios, com taxa de criminalidade mais de dez pontos percentuais menores que as de Lisboa.  

O município também aposta nos pilares de educação e cultura para construir um modelo sustentável de inovação. Exemplo deste dinamismo é o programa Oeiras Educa, que interliga as escolas, as famílias e a comunidade, com o objetivo de ter em Oeiras os melhores alunos do país.  Ao mesmo tempo, tem sido fomentado um perfil cultural que posiciona Oeiras como um dos polos mais importantes das artes, do espetáculo e da inovação e criatividade.

A instituição estima investimentos da ordem de 400 milhões de euros na dinamização econômica, na educação, habitação, ambiente e inteligência territorial até 2026.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Missão empresarial de Portugal estuda parcerias com o Rio

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui